Dias 2, 3 e 4/11 – Segunda, Terça e Quarta-Feira

19h – [Música] “Casa Criativa – parte 3” – Aquiraz (CE)
Instagram (@tja.theatrojosedealencar) e Youtube do Theatro José de Alencar (https://www.youtube.com/theatrojosedealencar)

Em comemoração ao Dia Nacional da Cultura (5/11), o Theatro José de Alencar recebe o projeto “Casa Criativa – parte 3”. A iniciativa, que visa divulgar artistas da cidade de Aquiraz (CE), teve suas atividades interrompidas devido a pandemia Covid-19 e retorna agora em formato online. O “Casa Criativa – parte 3” acontece de 2 a 4/11, sempre às 19h, no Instagram do TJA.

Dia 2/11 – Palhaço Pimenta
Respeitável público é com muita alegria que apresentamos, o nosso mestre Palhaço Pimenta, que a mais de 50 anos anima os palcos dos circo. Pimenta com sua comicidade genuína de palhaço antigo, supera os desafios com disposição e alegria. Chegou a hora, com vocês palhaço Pimenta e sua trupe.

Dia 3/11 – “Dança dos Coco de Praia do Iguape”- Mestre Cabral
De uma pequena vila de pescadores onde há uma tradição passada por gerações de pai para filho, hoje você conhecerá a dança dos Coco de praia do Iguape onde sua história é contada a mais de 105 anos com um entrelaçados nos pés.

Dia 4/11 – Caninha Verde do Iguape Mestre Edvar Elias
Trazida pelos portugueses a alguns séculos atrás, a caninha hoje é conhecida através de seus passos com rimas e poesia onde o “galo Galo” & a “minha caninha verde” são repertório encantadores misturados aos seus passos enfileirados, hoje o mestre EDVAR elias mostrará essa também tradição.

Dia 5/11 – Quinta-feira

Dia Nacional da Cultura

17h – [Artes Visuais] Exposição Online – “José de Alencar, O Theatro do Ceará”
Instagram (@tja.theatrojosedealencar), Facebook e  Youtube do Theatro José de Alencar (/theatrojosedealencar) 

A exposição “JOSÉ DE ALENCAR, O THEATRO DO CEARÁ” apresenta uma síntese da trajetória do Theatro José de Alencar. Inaugurado em 17 de junho de 1910, o Theatro José de Alencar completa 110 anos em 2020. Um dos raros exemplares de arquitetura nacional de teatro jardim, tombado pelo IPHAN como Patrimônio Histórico Nacional em 1964, é uma referência artística e turística nacional, e desempenha importantes papéis na vida cultural cearense.

19h -[Música] “Live – Marivalda Kariri, a caminho dos 80 anos de vida e 68 de arte” – (1h45)
Retransmissão Youtube do Theatro José de Alencar (https://www.youtube.com/theatrojosedealencar)

Em formato de Talk Show, “Marivalda Kariri, a caminho dos 80 anos de vida e 68 de arte” tem direção do diretor de TV e teatro Augusto Abreu.  Além do Grupo Kariri, a “Live” vai contar as participações especiais dos renomados músicos Adelson Viana, Mingo Araújo, Tarcísio Sardinha e Márcio Resende.

Dia 6/11 – Sexta-feira

19h – [Música] Arte em Rede – “A música medieval na estrada para o Sertão, Quarteto “4 in F”  
(Duração: 10min. Classificação: Livre)
Instagram (tja.theatrojosedealencar/), Facebook (theatrojosedealencar) e  Youtube do Theatro José de Alencar (/theatrojosedealencar)

Os caminhos da música medieval europeia estão mais próximos dos caminhos do sertão do que nós imaginamos. Nesta produção, o quarteto de trompas 4 In F contará a história da trompa através dos séculos e mostrará como um tradicional aboio sertanejo pode estar intrinsecamente ligado a um toque caça medieval.

Dia 7/11 – Sábado

17h – [Dança] Arte em Rede – “Corpos distantes em Duo”, da Companhia de Dança de Itapajé (Itapajé – CE)
(Duração: 6min. Classificação: Livre)
Instagram (tja.theatrojosedealencar/), Facebook (theatrojosedealencar) e  Youtube do Theatro José de Alencar (/theatrojosedealencar)

Ação virtual de dois corpos distantes e cada um conectado com sua casa intitula-se CORPOS DISTANTES EM DUO, um trabalho de composição em dança que dialoga e se conecta com os espaços da casa e o que nela habita, que nos fazem refletir sobre esses tempos de isolamento e como dançar/conectar-se com o outro, apesar da distância, uma tensão/extensão da própria estética/política de criar. Trata-se de um vídeo/performance permeado pelo processo de ebulição, corpos que se agregam e se dilatam em tensões e estados corporais criados em espaços e momentos usados de modos inusitados e expandidos em movimentos que emergem desse tempo.

19h – [Dança] Arte em Rede – “Entre pontos riscados”, Cia Balé Baião (Itapipoca – CE)
(Duração: 30min. Classificação: Livre)
Instagram (tja.theatrojosedealencar/), Facebook (theatrojosedealencar) e  Youtube do Theatro José de Alencar (/theatrojosedealencar)

Dois pontos/territórios que se conectam e se reconhecem a proporção que dançam juntos entre riscos (‘risco’ de arriscar – improvisar – e ‘risco’ de linhas sagradas da umbanda); entre linhas, traçados, ondulações, circularidades… tendo como narrativas comuns o desejo de dialogar sobre: cosmovisões negras, indígenas e periféricas, oralidades do povo oprimido e masculinidades contemporâneas.

Dia 17/10 – Terça-Feira

Theatro de Portas Abertas Virtual
Prog. Alusiva ao Dia da Consciência Negra

Theatro de Portas Abertas Virtual – Prog. Alusiva ao Dia da Consciência Negra

19h – [Gestão] Percurso das Pretas  – Roda de Conversa com Ana Marlene, Katiana Monteiro e Mara Raquel. Mediação: Yasmin Elica
(Duração: 60min. Classificação: Livre)
Youtube do Theatro José de Alencar (https://www.youtube.com/theatrojosedealencar)

A roda de conversa debate cenas dos trabalhos audiovisuais das atrizes negras Ana Marlene, Fundadora da Trupe ‘Caba de Chegar de Teatro, Katiana Monteiro, atriz e dramaturga, e Mara Raquel, artista negra, estudante do curso de Licenciatura em Teatro no IFCE. Na mediação, Yasmin Elica, atriz pesquisadora, diretora de cena e produtora cultural, licenciada em Teatro pelo IFCE, se dedica atualmente na pós graduação de história e cultura afro-brasileira. 

Luiza Nobel – Foto Camila Almeida

20h – [Música] Arte em Rede – Exibição do projeto “Preta Punk”, de Luiza Nobel
(Duração: 25min. Classificação: Livre)
Instagram (tja.theatrojosedealencar/), Facebook (theatrojosedealencar) e  Youtube do Theatro José de Alencar (/theatrojosedealencar)

O projeto “Preta Punk – Luiza Nobel” é uma construção dramatúrgica das vivências e urgências da artista Luiza Nobel relacionadas a aceitação do corpo, relações amorosas e suas reflexões enquanto mulher preta. Com os instrumentais dos músicos Zéis e Glauber Alves, a direção criativa de Neto da Silva nos conduz a uma imersão visual das composições autorais interpretadas pela artista, com o objetivo de mostrar as diferentes personalidades das canções através das mudanças de luz e dos planos do cenário. Através da fotografia referenciada em conteúdos digitais contemporâneos, os movimentos de câmera encontram, em nomes como Spike Lee, subsídios para uma criação em que se complementam as linguagens musical e audiovisual.

20h30 – Homenagem a Wellington Rodrigues
(Duração: 3min. Classificação: Livre)
Youtube do Theatro José de Alencar (https://www.youtube.com/theatrojosedealencar)

Dia 20 e 21/11 – Sexta-feira e Sábado 

14h às 17h – [Formação] Arte em Rede – Oficina “Aterrissando a nave Afrofuturista no Ceará”, ministrante: Kinaya Black / Convidados: Alan Avelino e Samuel Maciel – Prog. Alusiva ao Dia da Consciência Negra
(Duração: 6h. Classificação: Acima de 16 anos)
Plataforma: Google meet
Vagas: 20
Público-alvo: Adolescentes, jovens e demais interessados em literatura, acima de 16 anos.
Inscrição: gratuita por meio do Formulário
Período de inscrição: 06 a 19 de novembro

Este projeto se propõe a desenvolver oficinas voltadas à difusão/criação literária com base nas linhas de narrativa que se cruzam nas recordações familiares, causos e na cultura popular, retrabalhados como escrita a partir da perspectiva afrofuturista. O afrofuturismo é um movimento artístico e cultural que une questões que atravessam a vida de pessoas negras, ancestralidade e afrocentricidade com elementos da ficção especulativa, criando novos futuros ou reinventando o passado desses povos. Pessoas de outros estados também poderão se inscrever e ampliar essa troca.

Dias 19, 20, 21, 22, 23 e 24/11 – Quinta a Terça-feira

19h – [Teatro] Arte em Rede – Live Performance “Todo Camburão Tem Um Pouco De Navio Negreiro”, Grupo Nóis de Teatro – Prog. Alusiva ao Dia da Consciência Negra
(Duração: 60min)
Instagram (tja.theatrojosedealencar/), Facebook (theatrojosedealencar) e  Youtube do Theatro José de Alencar (/theatrojosedealencar)

A Live Performance Todo Camburão Tem Um Pouco De Navio Negreiro tem o objetivo de performar o espetáculo a partir desta experiência digital e se aproximar de outros públicos que ainda não tivemos a oportunidade. Falar sobre a criminalização da periferia ainda é grave e necessário. Não é porque os holofotes estão direcionados para esta grave doença que assola o mundo, que as periferias estão livres desta realidade levantada no espetáculo.

Dia 27/11 – Sexta-feira

19h – [Gestão] Conecta SET – Webinário: “Gestão de espaços cênicos”
(Duração: 120min. Classificação: Livre)
Youtube do Theatro José de Alencar (https://www.youtube.com/theatrojosedealencar)

O Sistema Estadual de Teatros apresenta Conecta SET – Webinário: “Gestão de espaços cênicos”.  Nesta edição, o programa traz para o debate cases de experiências reais de gestão de Teatros e Espaços Cênicos privados da Capital e de Municípios do interior cearense de diferentes Regiões, algo que traduza a realidade destes Espaços. O objetivo do programa é discutir e refletir sobre Gestão de Teatros a partir de diferentes cases de experiências. Esse projeto é uma realização da Fundação Amigos do Theatro José de Alencar em parceria com o Centro Cultural Dragão do Mar, o Cineteatro São Luiz e o Theatro José de Alencar, apoiado pela Secretaria Estadual da Cultura – Lei N°13.811, de 16 de agosto de 2006.

Dia 28/11 – Sábado

17h – [Multilinguagem] Arte em Rede – “Livros dos falsos princípios”, de Lux Faar
(Duração: 9min. Classificação: Livre)
Instagram (tja.theatrojosedealencar/), Facebook (theatrojosedealencar) e  Youtube do Theatro José de Alencar (/theatrojosedealencar)

O “Livro dos Falsos Princípios” é um livro visual escrito por Bárbara Cabeça, Lux Farr e Noá Bonoba. Localizando-se na fronteira entre linguagens, o livro nasce de um diálogo entre a literatura, artes visuais, audiovisual e performance. A obra reúne uma multiplicidade de atos poéticos de combate, movendo-se na direção de uma fabricação de possíveis gestos que projetam-se em um manual de treino ficcional para que possamos continuar vivas. Esse livro é também a reunião de atos performativos gestados por três amigues que moram juntes e que inventam na escrita o tecido de uma amizade que nos fortalece em tempos de pandemia. O livro é um ponto de encontro, uma reunião de memórias que criamos conscientemente e que nos lembra a importância da construção de um lugar seguro de acolhimento onde possamos expressar a subjetividade de nossos corpos com liberdade e sem medo.

19h – [Música] Arte em Rede – “#ELAFAZTUDO”, lançamento do vídeo do single “Eletric Goddess”, de Angel History
(Duração: 3min. Classificação: Livre)
Instagram (tja.theatrojosedealencar/), Facebook (theatrojosedealencar) e  Youtube do Theatro José de Alencar (/theatrojosedealencar)

O projeto “Ela Faz Tudo” é um projeto em produção de autoria integral da artista cearense Angel History, composto por músicas totalmente inéditas. O ep recebe esse título porque mostra toda a capacidade e versatilidade artística de Angel, que está sendo responsável por todas as facetas do produto — desde cantar, passando por compor, produzir, masterizar e até mesmo criar uma identidade visual e um plano de divulgação para o lançamento.