Em agosto, o Theatro José de Alencar, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult-Ce), preparou uma programação especial para você. 

 🎤 O programa Pauta Brasil recebe o espetáculo “Belchior: ano passado eu morri, mas esse ano eu não morro – O Musical” (RJ).
📚 A XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará chega ao Theatro José de Alencar com a programação “Bienal fora da Bienal”. 
🎩 O espetáculo “Ilusões – Festival Internacional de mágicas” com apresentação e direção de Gabriel Louchard. 
🎭 O Arte de Rua deste mês recebe o novo trabalho do Grupo Nóis de Teatro, “Ainda Vivas”. O Theatro de Portas Abertas recebe o festival  “FOLGANÇA – Encontro dos grupos de Cultura Popular Tradicional”. A Trupe Caba de Chegar estreia seu mais novo espetáculo.
📚 Na formação, teremos os projetos selecionados através da Chamada de Ocupação Artística do TJA 2019: A residência “Oriki: Tempo”, de Demétrius Vieira e a oficina “Teatros de rua”, de Altemar Di Monteiro.
🎨 E mais: programa “Conexões Sonoras” do Canto da Apa, “Pequenos Trabalhos Não São Trabalhos Pequenos”, Arte de Rua Tradição com o Mestre Zé Renato (capoeira)… 
Confira a nossa programação e participe!!!

FUNCIONAMENTO DO THEATRO JOSÉ DE ALENCAR
Geral: de terça a sexta, das 9h às 18h; sábados e domingos, das 14h às 19h ; Bilheteria: de terça a domingo, das 14h às 18h; Galeria Ramos Cotoco: de terça a sexta, das 9h às 18h; e sábado e domingo, das 14h às 18h; Café Iracema: de terça a domingo, exceto feriado, das 14h às 18h; Cantina do Muriçoca: e terça a sexta, das 9h às 18h; e sábado e domingo, das 14h às 18h; Biblioteca Carlos Câmara: de terça a sexta, das 9h às 12h e de 14h às 17h; Figurino Flávio Phebo: de terça a sexta, das 9h às 12h e de 14h às 17h;

📌Visita Guiada TJA: terça a sexta: 9h 10h 11h – 14h 15h 16h 17h, sábados: 14h 15h 16h 17h e domingos: 14h 15h 16h | Ingresso: R$ 10 e R$ 5 – Gratuito para grupos de instituições de ensino públicas e ONGs | Agendamento de Grupos: (85) 3101.2567.

Exposição

[Artes Visuais] Exposição “O incrível cinema de Chaplin” – 130 anos de Charles, por Apolinário Alves (Apolo – Chaplin cearense) – Chamada de Ocupação 2019 17 de julho a 14 de agosto – Galeria Ramos Cotoco Visitação de terça à sexta, 9h às 19h – Sábados e domingos, 14h às 18h – Gratuito – Livre
A exposição dialoga a obra e vida de Charles Spencer Chaplin, que em 2019 faria 130 anos, com o Circo, teatro e performance. Utiliza para isso banners, foto/pintoras, monitores e objetos que lembrar o universo chapliniano. Acrescentada a exposição a realização de 3 sessões de arte/debate que fazem refletir crítica e ludicamente o panorama da obra e vida de um dos maiores artistas da história.

[Artes Visuais] Exposição “Onde tem gente, tem palhaço”, de Leandro Monteiro – Chamada de Ocupação 2019 17 de agosto a 12 de setembro – Galeria Ramos Cotoco Visitação de terça à sexta, 9h às 19h – Sábados e domingos, 14h às 18h – Gratuito – Livre O centro de fortaleza é um ambiente em que circulam todos os tipos de pessoas com os mais diversos objetivos. É incrível ver como as pessoas saem da sua rotina para jogar e se divertir, independente dos seus compromissos, problemas e classe social. As imagens desse projeto são um registro desses momentos únicos e sinceros da liberdade que o ser humano ganha a partir da arte.Programação Diária

Dia 01.08- Quinta-feira

16h – [Artes Visuais] Estudo coletivo e debate; Cinema e teatro em Chaplin. – Parte da programação da Exposição “O incrível cinema de Chaplin: 130 anos de Charles Chaplin”, por Apolinário Alves (Apolo – Chaplin cearense) – Chamada de Ocupação 2019
Local: Teatro Morro do Ouro
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 3 horas Estudo coletivo de cenas, artigos e recorte de textos relacionados ao cinema chapliniano e possibilidades teatrais, debate. Mediação; Dorenildo Matos.

17h30 – [Teatro] “Quem Prospera Sempre Alcança”, de Leonardo Cortez (SP)
Local: Calçada
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 45 minutos Com linguagem do circo-teatro e da comédia de costumes, a peça da Próspera Trupe de Teatro aborda a realização dos sonhos em tempos de desemprego e empreendedorismo. A determinação dos brasileiros em encontrar novas opções de trabalho por conta própria, pequenas noções de educação financeira, como a importância do planejamento e da organização para a realização dos nossos sonhos, são temas do espetáculo musical de rua.

Dia 02.08 – Sexta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h

17h – [Música] Banda Dronedeus
Local: Calçada
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: livre
Duração: 60 minutos
Dronedeus é um quarteto fortalezense que mistura spoken word, triphop e experimentalismos eletrônicos. Voz, textos, poesia, samples, distorções, tudo misturado para apresentar uma paisagem quase randômica, que conversa com a tradição da poesia sonora e do art rock, ou rock de vanguarda. Criada a partir do encontro dos textos de Lenildo Gomes e da música de Vitor Colares e Rodrigo Colares, a banda busca ultrapassar alguns limites dos gêneros artísticos que compõem seu escopo criativo. Na formação atual, foi incorporada o clarinete e os efeitos de Clau Aniz. Música e literatura, textos e ruídos, imagens…

18h – [Multilinguagem] “Magma Obtuso / Lançamento” – Lançamento do livro de Uirá dos Reis com participação de Vivi Rocha e Fernando Catatau
Local: Porão e Palco Principal
Entrada: R$10 (inteira) e R$5 (meia) – lugares limitados
Classificação Indicativa: 16 anos
Duração: 120 minutos
Magma Obtuso é o novo livro de poemas de Uirá dos Reis, artista cearense dos mais importantes de sua geração, dentro e fora da capital e do estado. Poeta, cronista, compositor, ator e cineasta esporádico. O livro é dedicado a seu amigo e também poeta Marcelo Bittencourt, morto em 2010 e homenageado pelo autor anteriormente, no disco “Refugo” (2011) e no célebre e premiado longa-metragem “Doce Amianto” (2013), escrito, dirigido e montado em parceria com Guto Parente.

18h – [Multilinguagem] “Magma Obtuso / Lançamento” – Lançamento do livro de Uirá dos Reis com participação de Vivi Rocha e Fernando Catatau
Local: Porão e Palco Principal
Entrada: R$10 (inteira) e R$5 (meia) – lugares limitados
Classificação Indicativa: 16 anos
Duração: 120 minutos Magma Obtuso é o novo livro de poemas de Uirá dos Reis, artista cearense dos mais importantes de sua geração, dentro e fora da capital e do estado. Poeta, cronista, compositor, ator e cineasta esporádico. O livro é dedicado a seu amigo e também poeta Marcelo Bittencourt, morto em 2010 e homenageado pelo autor anteriormente, no disco “Refugo” (2011) e no célebre e premiado longa-metragem “Doce Amianto” (2013), escrito, dirigido e montado em parceria com Guto Parente.

Dia 03.08 – Sábado

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h | 17h

18h e 19h30 – [Teatro] “Re-Talho” – Espetáculo de conclusão da turma CPBT Noite 2018
Local: Palco Principal
Entrada: R$10 (inteira) e R$5 (meia) – 100 lugares
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 50 minutosA peça se passa numa periferia de Fortaleza e conta um período da vida de Cida, uma mulher que luta para criar os dois filhos contra as adversidades, o preconceito, o julgamento e as cobranças de uma sociedade que olha para as pessoas de forma diferente conforme a cor da sua pele, a localização geográfica de sua casa e os recursos financeiros que dispõem. As brincadeiras de criança permeiam a narrativa e lembram que a juventude exterminada é a mesma que ainda solta arraia, pula corda e brinca, insistindo numa rua que não deveria representar ameaça.

Dia 04.08 – Domingo


Visita Guiada – 14h | 15h | 16h

17h[Música] Sala de concerto – Recital da Escola de Canto Maninha Motta
Local: Foyer
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: livre
Duração: 120 minutos
Há 37 Anos a professora de Canto Maninha Motta realizar um trabalho de formação de plateia e valorização do ser humano através da música em Fortaleza. Ao longo desses anos já apresentou mais de 80 espetáculos em vários teatros da cidade, formando profissionais que atuam no cenário musical de Fortaleza e do Brasil. Maninha Motta é formada em Canto lírico pela UFPB.

18h[Teatro] “Tempo Zero”, Cia Vórtice de Teatro – Espetáculo de conclusão da Turma CPBT Manhã 2018
Local: Palco Principal
Entrada: R$10 (inteira) e R$5 (meia) – 100 lugares
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 50 minutos
O homem moderno está sempre em busca do poder e passa por processos de enrijecimento para acompanhar o ritmo desenfreado da evolução. Nessa busca constante o caráter é posto à prova, e ele, de uma forma ou de outra, se corrompe. O sistema em vigor aliena e gera uma cadeia onde os rumos de uma sociedade inteira está nas mãos de poucos. O calendário mostra 2019. Mas nós sabemos que o Tempo é Zero.

Dia 07.08 – Quarta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h

17h – [Tradição] Arte de Rua Tradição – Roda de conversa com Mestre Zé Renato (Capoeira)
Local: Calçada
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: livre
Duração: 90 minutos
A roda será composta por vários Mestres renomados do nosso estado, mostrando vários tipos de jogos como: Angola, Regional, Benguela, Samba de Roda e Maculelê, resgatando nossas origens através dessas manifestações.

19h – [Multilinguagem] I Festival da Inclusão do CREAECE – Centro de Referência em Educação e Atendimento Especializado do Estado do Ceará / SEDUC-CE (Acessível)
Local: Palco Principal
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: livre
Duração: 120 minutos
O Centro de Referência em Educação e Atendimento Especializado do Ceará – CREAECE realizará I Festival da Inclusão Educacional e a Certificação dos cursos de Libras Básico, Intermediário e Avançado. O evento contará com apresentações artísticas que valorizam a cultura da comunidade surda e da comunidade cega. No roteiro das apresentações teremos os bailarinos Clarissa Costa e John Morais com o espetáculo “Felizes para sempre”, a apresentação de palhaço surdo com Lauro Neto, declamação de poesia na Língua Brasileira de Sinais com Renata Freitas e a apresentação de esquete teatral do Grupo de Teatro Olho Mágico protagonizado por atores cegos.

Dia 08.08 – Quinta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h

16h – [Multilinguagem] Relato de experiências e debate; Carlitos, um personagem de performance – Parte da programação da Exposição “O incrível cinema de Chaplin: 130 anos de Charles Chaplin” por Apolinário Alves (Apolo – Chaplin cearense) – Chamada de Ocupação 2019
Local: Galeria Ramos Cotoco
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: de acordo com o trabalho apresentado
Duração: 3 horas
Relato de experiências de 9 anos de atuação como artista de rua, interpretando Carlitos nas ruas de Fortaleza. Possibilidades performáticas de um personagem do universo chapliniano. Mediador Apolo (Chaplin cearense).

18h – [Multilinguagem] “Pequenos trabalhos não são trabalhos pequenos” no TJA – Realização: Grupo Teatro Máquina, Teatro Esgotado e “No barraco da Constância Tem!”
Local: Anexo Cena
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: de acordo com o trabalho apresentado
Duração: 4 horas
Pequenos trabalhos não são trabalhos pequenos” reúne trabalhos breves nas mais diversas linguagens artísticas, enfatizando o caráter processual e experimental das criações O evento é realizado pelo Teatro Máquina desde 2012 e a partir de 2016, vem sendo produzido em parceria com os coletivos Teatro Esgotado e No barraco da Constância tem!.

Dia 09.08 – Sexta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h

19h – [Música] Show “Horizonte Aparente”, de Ayrton Pessoa Bob
Local: Palco Principal
Entrada: R$20 (inteira) e R$10 (meia)
Classificação Indicativa: 10 anos
Duração: 60 minutos
HORIZONTE APARENTE é o encontro de dois músicos – Ayrton Pessoa Bob e Jônatas Gaudêncio –, um iluminador – Raí Santorini – e um trio de dança – Thales Luz, Diogo Braga e Natália Coehl. Construído a partir das composições de Bob, o projeto se concretizou em um álbum digital lançado de modo independente em maio de 2019 acompanhado de um vídeo da gravação na íntegra. Como um registro sonoro do espetáculo, o álbum contempla sobretudo o processo de criação vivido no Laboratório de música da Escola Porto Iracema das Artes em 2018, com orientação do pianista, compositor e produtor paulistano Benjamin Taubkin. O show constrói ambientes visíveis de imersão com transformações de som-luz que dialogam através de sensores e se somaram às colaborações de texto e performance: sobrepondo paisagens, narrativas de viagem, oscilando entre densidade e esvaziamento na composição sonora-visual e abrindo um passeio poético por mitologia, astronomia e cotidiano.

19h30 – [Teatro] Espetáculo “Máquina de memórias” – Conclusão da Oficina Teatral Permanente 2018
Local: Teatro Morro do Ouro
Entrada: R$10 (inteira) e R$5 (meia)
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 60 minutos

Dia 10.08 – Sábado

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h | 17h

18h – [Teatro] Pauta Aberta Cena – Espetáculo “Cadela Branca”, Cangaias Coletivo Teatral (Chamada de Ocupação 2019)Local: Sala de Teatro Nadir Pápi Saboya
Entrada: R$20 (inteira) e R$10 (meia)
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 50 minutos
Cadela Branca é o espetáculo de conclusão da 2ª turma do Curso Livre de PrátIcas Teatrais (CLPT), realizado pelo Cangaias Coletivo Teatral. Estreada em novembro de 2018, a peça narra a saga da personagem Diego, inocente e apaixonante figura, desde o nascimento até a sua morte. Suas escolhas, seus amores, primeiro emprego, angústias e dores de viver num mundo complexo e cruel.

18h / 19h30 – [Teatro] Espetáculo “Máquina de memórias” – Conclusão da Oficina Teatral Permanente 2018
Local: Teatro Morro do Ouro
Entrada: R$10 (inteira) e R$5 (meia)
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 60 minutos

Dia 11.08 – Domingo

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h

17h – [Música] Sala de concerto: Encerramento do “Musicando no Campus” da UFC – Projeto Sinfonia Brasileira
Local: Palco Principal
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 120 minutos
O evento do Musicando no Campus é uma ação de extensão que visa incentivar os grupos de música instrumental da UFC a circularem pelos diversos espaços que formam a Universidade, assim como nos espaços culturais da cidade como forma de mostrar o trabalho dos grupos artísticos, contribuindo para a formação de plateia. Coordenado pela Profª Liu Man Ying e com colaborações de diversos professores do Curso de Música da UFC, o projeto realiza várias apresentações de grupos compostos por músicos em formação na Universidade (por meio de diferentes iniciativas de caráter formativo) e de grupos convidados.

18h – [Teatro] Pauta Aberta Cena – Espetáculo “Cadela Branca”, Cangaias Coletivo Teatral – (Chamada de Ocupação 2019)
Local: Sala de Teatro Nadir Pápi Saboya
Entrada: R$20 (inteira) e R$10 (meia)
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 50 minutos
Cadela Branca é o espetáculo de conclusão da 2ª turma do Curso Livre de PrátIcas Teatrais (CLPT), realizado pelo Cangaias Coletivo Teatral. Estreada em novembro de 2018, a peça narra a saga da personagem Diego, inocente e apaixonante figura, desde o nascimento até a sua morte. Suas escolhas, seus amores, primeiro emprego, angústias e dores de viver num mundo complexo e cruel.

Dia 13.08 – Terça-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h

10h – [GESTÃO] Defesa da Dissertação de mestrado: “Estudo das Possibilidades de Efeitos Luminotécnicos no Theatro José de Alencar”, de Walter Façanha.

Local: Palco Principal
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: livre
Duração: 60 minutos

Dia 14.08 – Quarta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h

17h30 – [Teatro] Arte de Rua: “Ainda vivas: parte 1 – Amok”, Grupo Nóis de Teatro (Chamada de Ocupação 2019)
Local: Calçada
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 75 minutos
Como estar e permanecer vivos tem cada vez mais se tornado um questionamento dentro de uma sociedade que traça os perfis dos corpos que podem ser mortos. O amor como espaço opressivo, as novas formas de escravidão do corpo negro e as violências aos corpos LGBTQI+ tornam visíveis a estrutura de um sistema brutal que elimina corpos da cidade.

Dia 15.08 – Quinta-Feira

20h – [Circo] “Ilusões – Festival Internacional de mágicas”. Apresentação e direção: Gabriel Louchard
Local: Palco Principal
Entrada: Plateia / Frisa / Balcão / Camarote: R$82 (inteira) e R$42 (meia) e Torrinha: R$62 (inteira) e R$32 (meia)
Classificação Indicativa: livre
Duração: 90 minutosO Espetáculo tem características de festival, onde há um apresentador e os mágicos vão se apresentando em sequência, sempre intercalando com números apresentados pelo mestre de cerimônias. Cada mágico apresentará um diferente estilo de mágica e o roteiro será construído de maneira a terminar no ápice, com o maior número de ilusionismo do espetáculo.

Dia 17.08 – Sábado

Theatro de Portas Abertas – Programação Gratuita

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h | 17h

16h – [Artes Visuais] Abertura da Exposição “Onde tem gente, tem palhaço”, de Leandro Monteiro (Chamada de Ocupação 2019)Local: Galeria Ramos Cotoco
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 60 minutos
O centro de fortaleza é um ambiente em que circulam todos os tipos de pessoas com os mais diversos objetivos. É incrível ver como as pessoas saem da sua rotina para jogar e se divertir, independente dos seus compromissos, problemas e classe social. As imagens desse projeto são um registro desses momentos únicos e sinceros da liberdade que o ser humano ganha a partir da arte.

17h
[Música] Sala de Concerto Especial: “Sambas que ouvi por você”, de Keyliane Cristian (Chamada de Ocupação 2019)
Local: Foyer
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 60 minutosKeyliane Cristian (voz) e Leandro Azevedo (piano) apresentam o trabalho/show “Sambas que eu ouvi por você”. O trabalho compila releituras de lindas canções do samba e bossa nova, envolvidas por um ar clássico e versátil.

18h – [Música] Hora do Angelus – Ave Maria Nordestina com grupo Tradições Cearenses
Local: Pátio Nobre
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 15 minutos

18h15 – [Tradição] “FOLGANÇA – Encontro dos grupos de Cultura Popular Tradicional”Participação dos grupos: Tradições Cearenses, Raízes Nordestinas, Oré Anacã, Miraira, Estrelas da Rua e Maracatu Nação Pici
Local: Calçada e Palco Principal
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 180 minutos
O evento FOLGANÇA – Encontro dos Grupos de Cultura Popular Tradicional, reúne grupos folclóricos, pesquisadores, estudantes e brincantes. O evento se reveste de fundamental importância para o reconhecimento das linguagens das culturas tradicionais populares no Estado do Ceará. O encontro vem se consolidando enquanto importante ferramenta de valorização dos grupos e artistas ligados a cultura popular tradicional, demonstrando assim, sua relevância para a valorização das tradições folclóricas. O FOLGANÇA acontecerá como forma de garantir ao Ceará uma programação cultural que garanta a democratização e acesso às produções culturais locais, assim como celebrar o mês do Folclore.

Dia 18.08 – Domingo

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h

17h – [Música] Sala de Concerto: Grupo de Violoncelos da UFC – Projeto Sinfonia Brasileira
Local: Foyer
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 120 minutos

17h30 – [Infantil] Espetáculo “As princesas no século XXI”, Mostra CITA da 35ª turma do Curso de Iniciação Teatral Acontece – CITA
Local: Sala de Teatro Nadir Pápi Saboya

Entrada: R$30 (inteira) e R$15 (meia)
Classificação Indicativa: livre
Duração: 70 minutos
Cinco princesas dos contos de fadas (Cinderela, Bela Adormecida, Bela da Fera, Rapunzel e Branca de Neve) estão desesperadas por estarem prestes a desaparecer devido às crianças do mundo real não lerem mais sua histórias. Preocupadas, as princesas decidem fazer uma assembleia para discutir a situação e convocam a fada madrinha. Mesmo alertadas dos perigos do mundo real pela fada, elas decidem tentar resolver o problema no mundo desconhecido. Assim, as princesas chegam no século XXI e nele viverão algumas atrapalhadas para tentar mudar a situação.

18h- [Música] Concerto “Uma homenagem especial a Mamonas Assassinas” com Orquestra de Câmara Heitor Villa-Lobos.Local: Palco Principal
Entrada: R$10 (inteira) e R$5 (meia)
Classificação Indicativa: livre
Duração: 120 minutos
Os alunos da Orquestra de Câmara Heitor Villa-Lobos irão interpretar alguns dos grandes sucessos de uma das bandas mais icônicas dos anos 90 “Mamonas Assassinas”. O concerto criará uma atmosfera de nostalgia que promete emocionar o público.

Dia 20.08 – Terça-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h

17h – [Teatro] Bienal fora da Bienal – Espetáculo “O Conto da Ilha Desconhecida”, do Coletivo Arruaça

Local: Calçada
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 60 minutos

Dia 21.08 – Quarta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h

17h30 – [Teatro] Arte de Rua: “Ainda vivas – parte 2: Burn Out”, Grupo Nóis de Teatro (Chamada de Ocupação 2019)

Local: Calçada
Entrada: gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 75 minutos
Como estar e permanecer vivos tem cada vez mais se tornado um questionamento dentro de uma sociedade que traça os perfis dos corpos que podem ser mortos. O amor como espaço opressivo, as novas formas de escravidão do corpo negro e as violências aos corpos LGBTQI+ tornam visíveis a estrutura de um sistema brutal que elimina corpos da cidade.

19h30 – [Teatro] Bienal fora da Bienal: Espetáculo “20 dizer” – Grupo de Teatro Trigo Limpo ACERT/TONDELA (Portugal) com José Rui Martins e Luisa Vieira
Local: Foyer
Entrada: gratuita
Classificação Indicativa: livre

Dia 22.08 – Quinta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h
18h30 – [Música] Lançamento do disco “Tudo é vaidade”, de Cláudia Régia Bezerra da Silva
Local: Teatro Morro do Ouro
Entrada: gratuita
Classificação Indicativa: 18 anos
Duração: 90 minutos
Lançamento do CD autoral da cantora e compositora Cláudia Régia Bezerra da Silva intitulado TUDO É VAIDADE.

19h – [Literatura] Bienal fora da Bienal: Sarau Voador, com Débora Finochiaro
Local: Palco Principal
Entrada: gratuita
Classificação Indicativa: livre

Dia 23.08 – Sexta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h

15h – [Artes Visuais] Bienal fora da Bienal: Roda de Bordado com o Grupo Iluminuras UFC
Local: Jardim
Entrada: gratuita
Classificação Indicativa: livre

16h – [Patrimônio] Bienal fora da Bienal: Visita Guiada Temática sobre a obra literária de José de Alencar
Local: Diversos locais
Entrada: gratuita
Classificação Indicativa: livre

17h – [Dança] Bienal nos equipamentos: Performance Grupo “Mulheres e Novelos”, Cia de Dança da UFC
Local: Praça Mestre Pedro Boca Rica
Entrada: gratuita
Classificação Indicativa: livre

19h30 – [Teatro] Bienal fora da Bienal: Espetáculo “20 dizer Cordel” com Grupo de Teatro Trigo Limpo ACERT/ Tondela (Portugal) – José Rui Martins e Luisa Vieira e o Mestre Bule Bule (Bahia)
Local: Palco Principal
Entrada: gratuita
Classificação Indicativa: livre

Dia 24.08 – Sábado

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h | 17h

17h30 – [Infantil] Espetáculo “As princesas no século XXI”, Mostra CITA da 35ª turma do Curso de Iniciação Teatral Acontece – CITA
Local: Sala de Teatro Nadir Pápi Saboya
Entrada: R$30 (inteira) e R$15 (meia)
Classificação Indicativa: livre
Duração: 70 minutos
Cinco princesas dos contos de fadas (Cinderela, Bela Adormecida, Bela da Fera, Rapunzel e Branca de Neve) estão desesperadas por estarem prestes a desaparecer devido às crianças do mundo real não lerem mais sua histórias. Preocupadas, as princesas decidem fazer uma assembleia para discutir a situação e convocam a fada madrinha. Mesmo alertadas dos perigos do mundo real pela fada, elas decidem tentar resolver o problema no mundo desconhecido. Assim, as princesas chegam no século XXI e nele viverão algumas atrapalhadas para tentar mudar a situação.

19h – [Música] Pauta Brasil – Belchior: Ano passado eu morri mas esse ano eu não morro – O Musical” (RJ)
Local: Palco Principal
Entrada: Plateia / Frisa / Balcão / Camarote: R$44 (inteira) e R$22 (meia) e Torrinha: R$22 (inteira) e R$12 (meia) 
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 80 minutos
O espetáculo BELCHIOR: ANO PASSADO EU MORRI, MAS ESSE ANO EU NÃO MORRO – O MUSICAL, título tirado de uma das canções do homenageado (“Sujeito de Sorte”), conta um pouco da história do cantor cearense Belchior, vivido em cena pelo ator/cantor Pablo Paleologo, a partir do personagem criado em suas canções: o ‘Cidadão Comum’, interpretado pelo ator Bruno Suzano, que representa uma larga faixa da juventude que se vê obrigada a se conformar com os padrões da sociedade, sem nunca conseguir ir atrás dos seus sonhos.

Dia 25.08 – Domingo

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h

17h – [Música] Sala de concerto “Voz e Vida: Gratidão”, Lia Veras (Chamada de Ocupação 2019)
Local: Foyer
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 60 minutos
Lia Veras, cearense, licenciada pela UECE, é professora de canto e cantora. Em 2016 apresentou o show Voz e Vida em comemoração aos seus quarenta anos de idade e vinte de profissão. Em 2019 0 show Voz e Vida ganha nova roupagem levando ao público um repertório que tem como tema a gratidão.

17h30 – [Infantil] “As princesas no século XXI, Mostra CITA da 35ª turma do Curso de Iniciação Teatral Acontece – CITA
Local: Sala de Teatro Nadir Pápi Saboya
Entrada: R$30 (inteira) e R$15 (meia)
Classificação Indicativa: livre
Duração: 70 minutosCinco princesas dos contos de fadas (Cinderela, Bela Adormecida, Bela da Fera, Rapunzel e Branca de Neve) estão desesperadas por estarem prestes a desaparecer devido às crianças do mundo real não lerem mais sua histórias. Preocupadas, as princesas decidem fazer uma assembleia para discutir a situação e convocam a fada madrinha. Mesmo alertadas dos perigos do mundo real pela fada, elas decidem tentar resolver o problema no mundo desconhecido. Assim, as princesas chegam no século XXI e nele viverão algumas atrapalhadas para tentar mudar a situação

.18h30[Música] Pauta Brasil – Belchior: Ano passado eu morri mas esse ano eu não morro – O Musical” (RJ)
Local: Palco Principal
Entrada: Plateia / Frisa / Balcão / Camarote: R$44 (inteira) e R$22 (meia) e Torrinha: R$22 (inteira) e R$12 (meia) 
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 80 minutos
O espetáculo BELCHIOR: ANO PASSADO EU MORRI, MAS ESSE ANO EU NÃO MORRO – O MUSICAL, título tirado de uma das canções do homenageado (“Sujeito de Sorte”), conta um pouco da história do cantor cearense Belchior, vivido em cena pelo ator/cantor Pablo Paleologo, a partir do personagem criado em suas canções: o ‘Cidadão Comum’, interpretado pelo ator Bruno Suzano, que representa uma larga faixa da juventude que se vê obrigada a se conformar com os padrões da sociedade, sem nunca conseguir ir atrás dos seus sonhos.

Dia 28.08 – Quarta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h

17h30 – [Teatro] Arte de Rua: “Ainda Vivas – parte 3: Anamnese”, Grupo Nóis de Teatro (Chamada de Ocupação 2019)
Local: Calçada
Entrada: gratuita
Classificação Indicativa: livre

Duração: 85 minutos
Como estar e permanecer vivos tem cada vez mais se tornado um questionamento dentro de uma sociedade que traça os perfis dos corpos que podem ser mortos. O amor como espaço opressivo, as novas formas de escravidão do corpo negro e as violências aos corpos LGBTQI+ tornam visíveis a estrutura de um sistema brutal que elimina corpos da cidade.

19h30 – [Música] Cantares – Mostra de Corais do TJALocal: Palco Principal
Entrada: gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 85 minutos
Realizado pelo Theatro José de Alencar, o Cantares – Mostra de Corais tem como o objetivo de difundir a diversidade de coros, corais e grupos vocais do Estado do Ceará, o Cantares abre oportunidades para que diversos grupos apresentem seus trabalhos de uma forma democrática sempre alternando grupos.

Dia 30.08 – Sexta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h

19h30[Música] Conexões Sonoras: “Vozes de Domingos”, Coral do Canto da Apá Canta Dominguinhos
Local: Palco Principal

Entrada: R$30 (inteira) e R$15 (meia)
Classificação Indicativa: livre
Duração: 60 minutos
O Coral do Canto da Apá tem dois anos de história e vem trabalhando sua técnica vocal, interpretação e formação de repertório com a cantora Aparecida Silvino, no Espaço Cultural Canto da Apá. Um grupo de cantores reunidos por várias gerações, personalidades e identidade musical própria se destacam por suas vozes bonitas, expressivas e harmônicas. O repertório é especial, fala de amor, aconchego, saudade, sobre o Nordeste, forró e muito mais. Teremos interpretações das músicas “Eu Só Quero Um Xodó”, “Lamento Sertanejo”, “Vem Morena”, Sabiá, dentre outras, mescladas entre alguns solos e composições em coral.

Dia 31.08 – Sábado

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h | 17h

17h – [Música] Sala de concerto: Recital “Alma Lírica” – NEOU (Núcleo de Experimentações Operísticas da UFC) – Projeto Sinfonia Brasileira
Local: Foyer
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 60 minutos
No recital “Alma Lírica”, o NEOU trará ao público canções de câmara, peças de oratórios, poemas sinfônicos e árias de ópera. Um espetáculo para despertar a sensibilidade da alma. Nesse recital o público caminhará com os cantores por várias épocas da história da música, conhecendo diversas tradições e países, tendo como fio condutor, a modalidade de uso da voz denominada “Canto Lírico” ou “Bel Canto”. O NEOU é coordenado pela professora Ms. Maria Juliana Linhares.

17h30 – [Infantil] Espetáculo “As princesas no século XXI”, Mostra CITA da 35ª turma do Curso de Iniciação Teatral Acontece – CITA
Local: Sala de Teatro Nadir Pápi Saboya
Entrada: R$30 (inteira) e R$15 (meia)
Classificação Indicativa: livre
Duração: 70 minutosCinco princesas dos contos de fadas (Cinderela, Bela Adormecida, Bela da Fera, Rapunzel e Branca de Neve) estão desesperadas por estarem prestes a desaparecer devido às crianças do mundo real não lerem mais sua histórias. Preocupadas, as princesas decidem fazer uma assembleia para discutir a situação e convocam a fada madrinha. Mesmo alertadas dos perigos do mundo real pela fada, elas decidem tentar resolver o problema no mundo desconhecido. Assim, as princesas chegam no século XXI e nele viverão algumas atrapalhadas para tentar mudar a situação.

19h – [Teatro] Estreia – Espetáculo “Rosa Escalarte”, com a Trupe Caba de Chegar. Texto de Aldo Marcozzi e Direção de Ana Marlene.
Local: Pátio Nobre
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 50 minutos
Dois irmãos, Anita e Alfredo e a governanta da casa, Fraulein Martha, tramam o assassinato do avô para ficar com sua fortuna. Concluída a trama macabra, seus planos ameaçam ruir quando entra em cena o advogado Abdull trazendo um testamento deixado pelo avô morto, no qual todos os bens irão para uma filha bastarda há muito desaparecida. Na pele de Cinderela da história, Maria Poliana ou Rosa Escarlate, a mocinha da novela, desvenda e desfaz todos os segredos e a família nem desconfia que o que se olha nem sempre é o que se vê. A Trupe brinca de falar sério sobre a inversão de valores, a classe média empobrecida, o povo e seus sonhos de dias melhores.

Dia 01.09 – Domingo

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h

17h – [Música] Sala de concerto: apresentação do alunos de Giorgi Gelashvili
Local: Foyer
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 60 minutos

19h – [Teatro] Espetáculo “Rosa Escalarte”, com a Trupe Caba de Chegar. Texto de Aldo Marcozzi e Direção de Ana Marlene.
Local: Pátio Nobre
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: 12 anos

Duração: 50 minutosDois irmãos, Anita e Alfredo e a governanta da casa, Fraulein Martha, tramam o assassinato do avô para ficar com sua fortuna. Concluída a trama macabra, seus planos ameaçam ruir quando entra em cena o advogado Abdull trazendo um testamento deixado pelo avô morto, no qual todos os bens irão para uma filha bastarda há muito desaparecida. Na pele de Cinderela da história, Maria Poliana ou Rosa Escarlate, a mocinha da novela, desvenda e desfaz todos os segredos e a família nem desconfia que o que se olha nem sempre é o que se vê. A Trupe brinca de falar sério sobre a inversão de valores, a classe média empobrecida, o povo e seus sonhos de dias melhores.