Com um investimento de R$210 mil, a iniciativa pioneira irá integrar e potencializar as ações de cinco equipamentos de difusão da Secult: a Casa de Saberes Cego Aderaldo, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, o Cineteatro São Luiz, o Porto Dragão e o Theatro José de Alencar.

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), junto a sua Rede de Equipamentos Culturais e o Instituto Dragão do Mar (IDM), lança para consulta pública, nesta segunda-feira, 18/5, o “Arte em Rede – Convocatória para Seleção de Projetos Artísticos em Formato Digital”. O objetivo é selecionar conteúdos que irão integrar as programações artísticas de 5 equipamentos culturais do Governo do Ceará – a Casa de Saberes Cego Aderaldo, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, o Cineteatro São Luiz, o Porto Dragão e o Theatro José de Alencar-, realizadas em ambiente virtual, por meio das plataformas digitais e mídias, considerando o contexto de distanciamento entre o público e os equipamentos culturais como uma oportunidade de empreendimento para os profissionais de arte do Ceará, convocando-os ao desafio de repensar a presença virtual do fazer artístico no setor cultural. A consulta pública acontece online. O texto da convocatória está disponível aqui. Comentários e sugestões devem ser enviados para o e-mail arteemredece@gmail.com até dia 22 de maio. Logo após esta etapa, acontece o período de inscrição, que será do dia 26 de maio a 5 de junho de 2020. Mais informações disponíveis no site da Secult: www.secult.ce.gov.br.

Com a convocatória, o Governo do Ceará investe R$ 210.000,00, para beneficiar mais de 100 projetos artísticos e culturais de todo o Ceará. Também é objetivo desta ação estimular a economia criativa e atender ao direito de acesso à cultura através do fomento à criação e produção de conteúdo artístico digital e a refletir como a internet pode articular, integrar e potencializar os equipamentos e a cadeia produtiva da cultura cearense para uma atuação em rede.

Os projetos apresentados deverão ser propostas para compartilhamento digital que se enquadrem nos seguintes formatos previstos: 1) obras artísticas revisitadas a partir de conteúdos já produzidos anteriormente ao período de quarentena; 2) trabalhos elaborados no período de isolamento; 3) propostas de criação de conteúdo a serem realizadas ou em processo.

As propostas deverão desenvolver a produção de conteúdos relacionados a pelo menos uma das áreas culturais: Arte digital; Artes integradas (projetos que contemplem mais de uma linguagem artística, incluindo moda e design); Artes visuais e fotografia; Audiovisual; Circo; Cultura popular; Dança; Humor; Literatura, livro e leitura; Música; Patrimônio material e imaterial; Performance; Teatro; Produção, Gestão Cultural e apoio técnico; entre outras, conforme temas de interesse indicados pelos equipamentos culturais.

“A programação integrada dos equipamentos culturais da Secult com esta convocatória do Arte em Rede, através da parceria com o Instituto Dragão do Mar, é uma ação que visa manter acesa a cena artística cearense em um contexto de isolamento social, abrindo os equipamentos numa outra perspectiva e miragem, fomentando e difundindo os projetos artísticos nas plataformas digitais de nossa rede integrada dos equipamentos culturais do Governo do Estado, ao tempo em se apresenta como mecanismo de movimentação econômica e de renda para os trabalhadores das artes e das culturas no Ceará”, enfatiza o Secretário Fabiano Piúba.

“O Arte em Rede avança na proposição de ações integradas entre os equipamentos culturais do Estado do Ceará. Uma ação que mesmo antes do início da pandemia já vinha sendo formulada por nossas equipes. Desafiados por um novo contexto, os gestores e as gestoras reinventaram seus planejamentos, inovaram nos formatos, adaptando-os para as plataformas digitais, assegurando oferta de programação cultural para que toda população cearense possa usufruir com qualidade o tempo em casa”, destaca a Secretária Executiva da Cultura do Ceará, Luisa Cela.

“Diante dessa situação de emergência – sanitária, cultural, simbólica – sem par no Brasil e no mundo, nós, gestores culturais, entendemos o papel central da arte em tempos de pandemia. Não podendo ter nosso público, artistas e colaboradores por perto, vamos buscando brechas para atuarmos nesse cenário. Esse edital busca, entre outras ações, responder à urgência que estamos vivendo”, ressalta Natasha Faria, superintendente do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

Saiba mais

O “Arte em Rede” se insere dentro de um conjunto de iniciativas que o Governo do Estado do Ceará, a Secretaria da Cultura do Estado e sua Rede de Equipamentos vêm realizando com o objetivo de promover e movimentar a criação, difusão e economia artística e cultural do Estado, no contexto de medidas de distanciamento social necessárias neste período de pandemia do Coronavírus, incentivando a sustentabilidade do fazer artístico através de iniciativas que contemplem os artistas, grupos, coletivos, companhias e demais profissionais e empreendimentos culturais cearenses.

A Convocatória também integra o Programa “Cultura em Rede”, previsto no Planejamento Estratégico da Secult, com o intuito de articular, integrar e potencializar os equipamentos culturais do Estado, para estimular o compartilhamento e a colaboração entre os equipamentos vinculados à Secretaria da Cultura, para que possam atuar de forma sistêmica no desenvolvimento e consolidação da política cultural do Ceará.

SERVIÇO

Consulta Pública do “Arte em Rede” – Convocatória para Seleção de Projetos Artísticos em Formato Digital
De 18 a 22 de maio de 2020
Acesse: http://editais.cultura.ce.gov.br/wp-content/uploads/sites/18/2020/05/VERSAO-CONSULTA-PUBLICA-ARTE-EM-REDE.pdf

As sugestões e comentários devem ser enviados para o e-mail arteemredece@gmail.com. É importante citar o item da Convocatória ao qual seu comentário se refere.

:. Mais informações:
Ascom/Secult
Lucas Benedecti: 99693-7303
Paula Candice: 98848-4987