No próximo dia 31 de outubro, o cantor, compositor e cineasta Rubel faz no Theatro José de Alencar, o show da turnê de 2019, que contempla seus dois discos completos, “Casas” e “Pearl”, no formato voz e violão.

No repertório, as novas canções “Partilhar”, “Mantra” e “Colégio”, além dos sucessos “O velho e o mar” e “Quando bate aquela saudade”. 

Rubel é um dos principais nomes da nova Música Popular Brasileira. Em 2018, foi indicado ao Grammy Latino na categoria melhor disco de rock ou música latina em Português, pelo disco “Casas” (Dorileo/Natura Musical); fez shows em 65 shows em 51 cidades nos 7 meses posteriores ao lançamento do disco, incluindo algumas das principais casas de show e festivais dentro e fora do Brasil (Nova York e Portugal); consolidou parcerias com os rappers Emicida e Rincon Sapiência; teve duas músicas em trilhas de novelas da Globo (Onde Nascem os Fortes e Malhação); e foi capa da revista GQ ao lado de Zeca Veloso. O cantor, compositor e cineasta do Rio de Janeiro, hoje com dois álbuns no currículo, tornou-se um dos mais requisitados e respeitados da nova música brasileira, sendo executado nas rádios de maior prestígio e conquistando críticas positivas nos principais veículos do país, além de ultrapassar a marca de 30 milhões de visualizações com o clipe da canção “Quando Bate Aquela Saudade”.

Pearl, o disco de estreia, foi disponibilizado na internet em 2013. Suas sete faixas embebidas em MPB setentista e folk foram gravadas num estúdio caseiro em Austin, Texas, enquanto Rubel estudava Cinema. Dois anos depois, Pearl ganhava um tamanho fora do comum para trabalhos do tipo, graças ao buzz nas redes. Foi quando o músico formou uma grande banda para cair na estrada e promover o disco de verdade. Os shows começaram a lotar em várias capitais, incluindo uma passagem marcante em São Paulo, quando Rubel foi indicado pelo lendário produtor Carlos Eduardo Miranda (1962-2018) para se apresentar na série Prata da Casa, do SESC Pompeia. 

Casas, lançado no começo de 2018, trouxe um artista ainda muito conectado com a música popular brasileira (e até flertando com o samba), mas sem medo de incursões pelo universo do hip hop e do R&B moderno. Após meses aprendendo a lidar com uma MPC, Rubel sentiu-se confortável para inserir aquelas batidas em sua mistura sonora. Foi além: convocou os rappers paulistanos Emicida e o já citado Rincon Sapiência para escrever faixas para o álbum. “Mantra” e “Chiste” exemplificam bem seu interesse pelos ambientes por onde caminham Frank Ocean, Chance The Rapper e outros MCs bons de ritmo e poesia. 

O segundo álbum também incluiu uma música que os fãs já conheciam da turnê de Pearl: “Partilhar”, cuja performance voz e violão no Sofar Sounds virou a mais assistida da série, ultrapassando a marca de um milhão de plays. Por respeitar a semente plantada no disco de estreia e ainda oferecer novos caminhos sonoros, Casas vem tendo aceitação formidável. Escudado por uma equipe que se esmera em compartilhar sua arte de maneira digna, Rubel segue com a agenda cheia e a base de fãs cada vez mais firme, forte e crescendo.” 

SERVIÇO:
Local: Theatro José de Alencar
Fortaleza / CE
Data: 31/10/2019
Horário de início do show: 20h
Horário de abertura da casa: 1h antes do espetáculo
Censura: Livre
Ingressos: R$80,00 / R$40,00 (plateia, balcão, frisa, camarote) e R$60,00 / R$30,00 (torrinha). Ingressos solidários (desconto na inteira + entrega de 1kg de alimento não perecível no dia do show): R$50,00 (plateia, balcão, frisa, camarote) e R$40,00 (torrinha).