Theatro José de Alencar – Programação Novembro 2019

Em novembro, o Theatro José de Alencar, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult-Ce), preparou uma programação especial para você. Confira e participe!

🎭 O Dia Nacional da Cultura é comemorado com uma semana de atividades gratuitas, de 5 a 9/11;
No Mês da Consciência Negra, uma programação especial com teatro, filme e rodas de conversas, entre elas o programa Pauta Brasil com o espetáculo pernambucano: “Luzir é Negro!”;
O grupo de teatro The Biz – Performing Arts apresenta os musicais:  “Ópera do Malandro – Um Musical de Chico Buarque” e o clássico “Madagascar”;
📸 Na Galeria, a abertura da exposição “Imagens: 18 anos de resistência”, do Grupo Imagens de Teatro (CE);
🎪 O grupo LaMínima Circo e Teatro (SP), a Cia de Palhaço Orgânico (BA) e o Circo O Pimenta (CE) se apresentam no VI Festival Internacional de Circo do Ceará;
📖 Oswald Barroso lança o livro “Máscaras: do Teatro Ritual ao Teatro Brincante”;

📚 Na formação, o curso: “Direito da Produção Cultural”, com Cecilia Nunes Rabelo (Chamada de Ocupação 2019);

.🎨 E mais: Mostra Interbairros do XIII Festival de Teatro de Fortaleza (FTF), grupos Expressões Humanas e Formosura de Teatro, shows dos cearenses Clau Aniz e Matu Miranda…

FUNCIONAMENTO DO THEATRO JOSÉ DE ALENCAR

Geral: de terça a sexta, das 9h às 18h; sábados e domingos, das 14h às 18h;
Bilheteria: de terça a domingo, das 14h às 18h;
Galeria Ramos Cotoco: de terça a sexta, das 9h às 18h; e sábado e domingo, das 14h às 18h;
Biblioteca Carlos Câmara: de terça a sexta, das 9h às 12h e de 14h às 17h;
Figurino Flávio Phebo: de terça a sexta, das 9h às 12h e de 14h às 17h;
Café Iracema: de terça a domingo, exceto feriado, das 14h às 18h;
Cantina do Muriçoca: e terça a sexta, das 9h às 18h; e sábado e domingo, das 14h às 18h;
Visita Guiada TJA: terça a sexta: 9h 10h 11h – 14h 15h 16h 17h, sábados: 14h 15h 16h 17h e domingos: 14h 15h 16h | Ingresso: R$ 10 e R$ 5 – Gratuito para grupos de instituições de ensino públicas e ONGs | Agendamento de Grupos: (85) 3101.2567.

FORMAÇÃO

[FORMAÇÃO] Curso Princípios Básicos de Teatro – CPBT
Terça-feira a sexta-feira – 09h às 12h, 13h às 17h e 18h às 21h
Informações: 31012584 / 31012562 ou tja.cpbt@gmail.com

O curso é realizado pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) por meio do Theatro José de Alencar, em parceira com a Secretaria de Educação do Estado do Ceará desde 1991. Em 2019, completa 28 anos de atividades ininterruptas. O CPBT tem como público-alvo adolescentes e jovens adultos interessados em iniciar os estudos em práticas teatrais. Os fundamentos pedagógicos são norteados pela formação cidadã, por meio de experiências construtivas, lúdicas e estéticas. Hoje as aulas são ministradas pelos professores Joca Andrade, Juliana Veras e Neidinha Castelo Branco. Nova turma em 2020.

[FORMAÇÃO] Escola de Narradores
Organização: Cia. Catirina/Ateliê da Palavra e Balaio de Histórias
Sábados, de 14h30 às 17h30
Informações: escoladenarradores@gmail.com / (88) 99998.9833

Desenvolvendo projetos de formação de narradores e educadores desde o ano de 2002, a Cia. Catirina/Ateliê da Palavra e Balaio de Histórias alicerça sua pesquisa na cultura popular tradicional brasileira, mesclando as linguagens cênicas do teatro de rua, do circo, música e a contação de histórias. A Escola de Narradores é uma escola de narração oral que se propõe a investigação e a difusão da arte de contar histórias no Brasil e no mundo, contribuindo para a formação de agentes transmissores do conhecimento literário em nossa cultura oral e escrita.

[RESIDÊNCIA ARTÍSTICA] Ensaio Cais – Coral da Associação da Izaíra Silvino
Terças-Feira e Quintas-Feira – Anexo CENA do TJA
Informações: izaira_silvino@yahoo.com.br

Um coro espetáculo, itinerante, com inscrições abertas a cada quatro meses, para um novo espetáculo. São três espetáculos anuais: o primeiro, em louvor ao feminino do planeta; o segundo em louvor à cultura popular (como expressão da luta e da resistência humana!); e o terceiro, em louvor à alegria do nascer todo dia! Regente – Izaira Silvino e Regente Assistente – Wilker Silva

[RESIDÊNCIA ARTÍSTICA] Academia do Riso: Escola de Iniciação à Palhaçaria
Terças-Feira e Quintas-Feira – 18h às 21h30 – Anexo CENA do TJA
Informações: (85) 99921-7105 / 98845-9318 – E-mail: academiadorisoceara@outlook.com

Com parceria renovada, a Academia é Residência Artística vinculada ao Theatro José de Alencar e à Secretaria de Cultura do Estado do Ceará realiza as inscrições da quinta turma da “Academia do Riso: Escola de Iniciação à Palhaçaria”. Trata-se de um projeto de formação e capacitação artística e cultural na linguagem do palhaço e do circo.

[RESIDÊNCIA] “ORIKI:TEMPO”, de Demétrius Vieira – Chamada de Ocupação 2019
Data: Quartas e sextas de agosto a novembro , 18h às 21h – Anexo CENA do TJA

Pré-requisito: Atores; estudantes de Teatro; estudantes de Arte-Educação ou pedagogia; crianças e adultos; profissionais da comunicação e educação; agentes culturais e público em geral.
Informações: dvlrasta27@gmail.com
Este Programa de Oficinas são uma experimentação em jogos, exercícios e vivências teatrais e de trabalho com o corpo que não são exclusivas do Teatro, visando fornecer ferramentas no processo de comunicação e integração do sujeito, através de técnicas corporais, vocais e de improvisação teatral.

[FORMAÇÃO] Curso “Direito da Produção Cultural”, com Cecilia Nunes Rabelo (Chamada de Ocupação 2019)
Data:
19 a 21/11, 9h às 12h e 14h às 17h, e dia 22/11, 9h às 12h
– Anexo CENA
Inscrição: 01 a 14 de novembro
Pré-requisito: O Curso é voltado a artistas, produtores culturais, gestores culturais, técnicos, estudantes, professores e demais profissionais que, direta ou indiretamente, atuem na área da produção ou gestão cultural.
Vagas: 30
Informações: cecilianrabelo@gmail.com
Trata-se de proposta de ação formativa para o campo cultural no que diz respeito ao Direito aplicado à Produção Cultural. A ação busca abordar, de forma prática, os principais aspectos jurídicos relativos ao dia-a-dia da Produção Cultural, tratando de temas como direitos autorais, liberdade de expressão artística, contratos, formalização de empresas e MEI, questões trabalhistas dentre outros.

EXPOSIÇÃO NOVEMBRO 2019

[Artes Visuais] Exposição: “Imagens: 18 anos de resistência”, do Grupo Imagens de Teatro (Chamada de Ocupação 2019)
06 a 28 de novembro – Galeria Ramos Cotoco

Visitação de terça à sexta, 9h às 19h – Sábados e domingos, 14h às 18h – Gratuito – Livre
A exposição “Imagens: 18 anos de resistência” é um recorte da trajetória dos 18 anos do Grupo Imagens com registro fotográfico do repertório sob o olhar dos fotógrafos: Sol Coêlho (em memória), Willian Ferreira e Tim Oliveira. O Imagens, um coletivo que integra a cena da cidade de Fortaleza de modo sempre atuante, debruça-se, desde 2003, ao mapeamento da dramaturgia de Plínio Marcos e Qorpo-Santo – autores essenciais do teatro brasileiro.

[Artes Visuais] Abertura da Exposição em Comemoração aos 20 Anos da Trupe do Riso
28 de novembro – Corredores do Anexo CENA do TJA

Visitação de terça à sexta, 9h às 19h – Sábados e domingos, 14h às 18h – Gratuito – Livre
Exposição comemorativa dos 20 anos da Companhia De Teatro Trupe Do Riso com fotos em banners e uma Roda de Conversa com os artistas que já fizeram a Trupe do Riso brilhar e alegrar hospitais. Na exposição será retratado o trabalho realizado junto aos hospitais ao longo desses anos.

Dia 01.11 – Sexta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h

19h
[Multilinguagem] XX Festival de Arte e Cultura do Colégio Maria Ester

Local: Palco Principal
Entrada: R$ 60,00 (inteira) e R$30,00 (meia)
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 120 minutos
Costurando Sonhos entre a imaginação e a Realidade – Baseado na obra literária “FLOR DE MARAVILHA” de Flávio Paiva.

Dia 03.11 – Domingo

Visita Guiada – 15h 16h 17h

17h
[Música] Sala de Concerto: Ponteiros e Caracóis, com canções de Marcos Paulo Leão e Alan Mendonça (Chamada de Ocupação 2019)
Local:
Foyer
Entrada: R$ 20,00 (inteira) e R$10,00 (meia)
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 minutos
O concerto reúne as canções de Alan Mendonça e Marcos Paulo Leão compostas ao longo de 10 anos de parceria, interpretadas por diversos cantores de renome, como Aparecida Silvino, Lídia Maria, Edinho Vilas Boas, etc.


Dia 03/11,Show “IUÁ URU”, de Clau Aniz (CE)

18h
[Música] Show “IUÁ URU”, de Clau Aniz (CE)
Local:
Palco Principal
Entrada: R$ 20,00 (inteira) e R$10,00 (meia) – ingressos limitados
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 minutos
A cantora e compositora cearense Clau Aniz sobe ao palco do Theatro José de Alencar no próximo dia 3 de novembro, às 18h30, para o pré-lançamento de seu novo trabalho. “Iuá Uru” é o single que marca a abertura de processos de seu segundo álbum, homônimo à música. À meia luz, o show intimista flui na tentativa de proximidade com a plateia, que irá dividir o palco com a artista e sua banda. O show também é composto por uma instalação performática desenvolvida por Clau e as artistas Taís Monteiro, Vivi Rocha, Mariah Duarte, Bárbara Duarte e Marzzo. Um cubo de 3m³ bordado pela força feminina, que abriga projeções audiovisuais sobre Cosmogonia – uma teoria sobre a criação e ordem do universo e seu caos. A instalação dança entre a música experimental, fotografia e arte têxtil.

Dia 05.11 – Terça-Feira
Dia Nacional da Cultura

Visitas Guiadas – 9h 10h 11h 14h 15h 16h 17h

14h30
[Música] Recital “Romantismo, melodias e canções”, com a Orquestra Infanto Juvenil da Fundação Social Raimundo Fagner
Local:
Foyer
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 45 min
A orquestra infanto juvenil da Fundação Social Raimundo Fagner, composta por 50 integrantes divididos entre flautas, coral e violões, sobe ao palco para mostrar o resultado de um amplo estudo de música erudita do período Romântico, que resultou no Recital “Romantismo, melodias e canções”. O trabalho traz canções de compositores brasileiros e europeus de um dos períodos mais revolucionários da história da música. O período caracterizou-se pela ênfase nas emoções e na exaltação da natureza, por essa razão, a música romântica é conhecida pela maior flexibilidade das formas musicais enaltecendo ainda mais o sentimento transmitido com bases tonais sólidas. No Brasil, destacam-se compositores como o cearense Alberto Nepomuceno.

15h30
[Teatro] Teatro Lambe-lambe Calango Chuvoso apresenta “Um canto para Belchior”, com o ator bonequeiro e solista João Andirá
Local:
Saguão
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: Indefinida

16h
[Teatro] Espetáculo “Brasileira: profissão esperança – Uma história de Clara”, Coletivo Clareia. Pesquisa e orientação de Lua Ramos, dramaturgia e direção de Beto Meneis.
Local:
Calçada
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 60 minutos
O espetáculo é um passeio pela vida e obra da cantora Clara Nunes. A sereia Clara que canta e encanta arrastando todos para uma grande viagem pelo imaginário brasileiro. A peça adentra e busca revelar o universo mágico, místico e político do mito, seus sincretismos e sua importância para a música popular brasileira. No elenco, a atriz Lua Ramos (intérprete de Clara Nunes), o ator e diretor Beto Meneis e músicos convidados.

17h
[Música] Show com”Roda das Mina”
Local:
Calçada
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
A Roda das Mina é um projeto tocado por mulheres cantoras e instrumentistas. No repertório, músicas autorais, Marisa Monte, Milton Nascimento, Itamar Assumpção, Edu Lobo. Direção musical de Clarisse Aires.

18h
[Teatro] Espetáculo “Rosa Escarlate”, com a Trupe Caba de Chegar. Texto de Aldo Marcozzi e Direção de Ana Marlene
Local:
Pátio nobre
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 50 min
Dois irmãos, Anita e Alfredo e a governanta da casa, Fraulein Martha, tramam o assassinato do avô para ficar com sua fortuna. Concluída a trama macabra, seus planos ameaçam ruir quando entra em cena o advogado Abdull trazendo um testamento deixado pelo avô morto, no qual todos os bens irão para uma filha bastarda há muito desaparecida. Na pele de Cinderela da história, Maria Poliana ou Rosa Escarlate, a mocinha da novela, desvenda e desfaz todos os segredos e a família nem desconfia que o que se olha nem sempre é o que se vê. A Trupe ‘Caba de Chegar brinca de falar sério sobre a inversão de valores, a classe média empobrecida, o povo e seus sonhos de dias melhores. O espetáculo tem texto de Aldo Marcozzi e Direção da atriz Ana Marlene.

Dia 06.11 – Quarta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h

17h30 e 18h30
[Tradição] Arte de Rua Tradição – Roda de Conversa com a Mestra Mãe Zimá, (Umbanda Brasileira/Medicina Tradicional de Terreiro) + Exibição do filme “Mãe de Santo, teu nome é Zimá”, sobre a vida da Mãe Zimá
Local:
Saguão / Teatro Morro do Ouro
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 1h
O programa “Arte de Rua Tradição” é realizado mensalmente pelo TJA e consiste em uma conversa com os mestres da cultura, A entrada é gratuita e tem a classificação indicativa livre. O filme “Mãe de Santo, teu nome é Zimá” é um documentário-ficção, com direção de Lilia Moema Santana, que mergulha no universo dos ritos da Umbanda através do cotidiano do terreiro Ogum Megê da Mãe de Santo Zimá Ferreira da Silva. Trata da temática da cultura e da religião afro descendente, especificamente a Umbanda.

19h
[Artes Visuais] Abertura da exposição: “Imagens: 18 anos de resistência”, do Grupo Imagens de Teatro (Chamada de Ocupação 2019)
Local:
Galeria Ramos Cotoco
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 06 a 28 de novembro
A exposição “Imagens: 18 anos de resistência” é um recorte da trajetória dos 18 anos do Grupo Imagens com registro fotográfico do repertório sob o olhar dos fotógrafos: Sol Coêlho (em memória), Willian Ferreira e Tim Oliveira. O Imagens, um coletivo que integra a cena da cidade de Fortaleza de modo sempre atuante, debruça-se, desde 2003, ao mapeamento da dramaturgia de Plínio Marcos e Qorpo-Santo – autores essenciais do teatro brasileiro.

19h30
[Multilinguagem] Espetáculo “Que caboclo são vocês?”, Grupo de Música Percussiva Acadêmicos da Casa Caiada (Chamada de Ocupação 2019)
Local:
Palco Principal
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 80 minutos
O espetáculo cênico-percussivo “Que caboclo são vocês?” traz uma diversidade sonora através dos toques da cultura cabocla inspirada em ritmos da cultura afro-brasileira, indígena e nordestina, e seus desdobramentos nas diversas manifestações da cultura popular brasileira. “Que caboclo são vocês?” é uma expressão emitida pelos agrupamentos dos cabocolinhos para o início da brincadeira tradicional popular. Com a força deste termo o Grupo de Música Percussiva Acadêmicos da Casa Caiada (GMPACC) apresenta o seu quarto espetáculo cênico-percussivo. Fundado em 2008, o Grupo de Música Percussiva Acadêmicos da Casa Caiada tem direção artística de Catherine Furtado e é um projeto realizado com o apoio da Secretaria de Cultura Artística da UFC e vinculado ao Curso de Música – Licenciatura da UFC, Campus Fortaleza.

Dia 07.11 – Quinta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17

18h
[Multilinguagem] Eventos Multiculturais -“Um pé de manga que lhe trouxe, a alegria do Boi Doce”, do Coletivo Raízes do Griô (Chamada de Ocupação 2019)
Local:
Jardim
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 40 min
O Coletivo Raízes do Griô traz para os palcos do Theatro José de Alencar a brincadeira do Boi de Rêzo, manifestação cultural com referências ancestrais do Bumba-Meu-Boi e do Reisado de Caretas, caracterizada como uma grande ópera popular na qual personagens mascarados, chamados de papangus, cantam, dançam, atuam e recitam seus relaxos (poemas ancestrais da brincadeira) embalados pelo ritmo da zabumba e do triângulo. O Coletivo Raízes do Griô, criado em 2016, é uma iniciativa de um grupo de amigos que partiu do desejo de conhecer e vivenciar as diferentes manifestações da cultura popular cearense.

19h
[Teatro] XIII Festival de Teatro de Fortaleza (FTF) – Mostra Interbairros: Espetáculo “Hey, Jude!” (pocket Show), Grupo Tria de Teatro.
Local:
T. Morro do Ouro
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: 14 anos.
Duração: 1h40
Hey, Jude! é uma peça musical baseada no filme “Across the Universe” (2007), que tem sua história contada por meio da obra musical do grupo mais bem sucedido da história da música popular: os Beatles. A peça, que se passa nos anos 60, é permeada por questões políticas e amorosas, apresentando o romance de duas garotas, Jude e Lucy, no meio de protestos e fatalidades causados pela Guerra do Vietnã. O XIII Festival de Teatro de Fortaleza (FTF) é uma realização da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

19h30
[Teatro] Espetáculo “O ano que não acabou”, Grupo Expressões Humanas (Chamada de Ocupação 2019)
Local:
Palco Principal
Entrada: Gratuito, limitado a 100 lugares
Classificação Indicativa: 16 anos
Duração: 60min
O espetáculo “O ano que não acabou”, do Grupo Expressões Humanas conta a história de uma mãe que confina a vida no quarto do filho que desapareceu nos porões da ditadura militar brasileira. A trama se desenvolve em quadros que retratam, através dos tempos, a luta por um mundo mais justo e humano, a tortura nos porões da ditadura e o legado deixado pela ditadura militar nas relações humanas e sociais. A peça de Emmanuel Nogueira, premiada nacionalmente em 2002, no Concurso de Dramaturgia Carlos Carvalho (RS), visita às duras memórias do período da ditadura militar brasileira. O Grupo Expressões Humanas é um grupo de teatro experimental de trabalhos continuados na cidade de Fortaleza. O grupo, que foi fundado em 1990, já se apresentou em diversos estados brasileiros, participou do Circuito Nacional do Palco Giratório em 2010, e da Feira da Palavra em Cabo Verde, África no ano de 2014, além de vários festivais e eventos culturais dentro e fora do estado.

Dia 08.11 – Sexta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17

16h
[Teatro] XIII Festival de Teatro de Fortaleza (FTF) – Mostra Interbairros: Espetáculo “Contos de Ouvir Dizer”, Grupo Budejo.
Local:
T. Morro do Ouro
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: 12 anos.
Duração: 40 min
É um espetáculo itinerante que propõe um passeio em forma de cortejo feito pelas figuras dos contadores que apresentam quatro lendas: Rasga-Mortalha (lenda popular regional); A Origem do Tambor (lenda africana); Pirarucu e Uirapuru (lendas indígenas). Essas personagens do imaginário popular materializam-se na figura do contador de histórias, envolvendo a musicalidade e o espaço, que ganham vida nesse espetáculo que traz a ancestralidade dos contos e lendas para o espaço urbano. O XIII Festival de Teatro de Fortaleza (FTF) é uma realização da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

18h
[Literatura] Lançamento do livro “Máscaras: do Teatro Ritual ao Teatro Brincante”, de Oswald Barroso
Local:
Pátio Nobre
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 minutos
Com “Máscaras: do Teatro Ritual ao Teatro Brincante” Oswald Barroso, dramaturgo, ator e encenador cearense, conclui uma importante trilogia de estudos sobre o teatro popular iniciada com o Reis do Congo e intermediada pelo Teatro como Encantamento. Para aqueles que querem estudar o teatro popular brasileiro, esses são livros que, junto ao Danças Dramáticas do Brasil, de Mário de Andrade e ao Reisado Alagoano, de Theo Brandão, nos dão um belo panorama de como nasceram, se desenvolveram e se constituíram Reisados, Bois, Cavalos-marinho e outros folguedos ou brincadeiras populares.

Dia 8/11, Espetáculo “Luzir é Negro!”

19h30
[Teatro] Pauta Brasil – Espetáculo “Luzir é Negro!”, do Teatro de Fronteira (PE), com Marconi Bispo e direção de Rodrigo Dourado. Programação em alusão ao mês da Consciência Negra.
Local:
Palco Principal
Entrada: Gratuito (Lugares limitados)
Classificação Indicativa: 14 anos
Duração: 120 minutos
Espetáculo autobiográfico protagonizado pelo performer Marconi Bispo e dirigido por Rodrigo Dourado. Na peça, o grupo investiga o racismo e suas manifestações na vida de um homem negro, gay, candomblecista, nordestino e periférico. O espetáculo parte de uma encruzilhada – elemento simbólico tão caro ao Povo de Santo – para construir a cena: as memórias familiares de Marconi; as memórias da sua trajetória no teatro; suas memórias como filho-de-santo/praticante do candomblé; as memórias cravadas em textos teatrais sobre o negro e o debate público sobre as questões raciais contemporâneas. O que resultou numa dramaturgia que transita entre passado e presente muito recente, público e privado, ficção e realidade, luz e escuridão.

Dia 09.11 – Sábado

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h | 17

17h
[Música] Concerto “Pop Rock in Concert” com a Banda Sinfônica da Universidade Federal do Ceará (BSUFC)
Local:
Palco Principal
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60min.
A Banda Sinfônica da Universidade Federal do Ceará (BSUFC) subirá ao palco principal do Theatro José de Alencar para apresentar o concerto Pop Rock in Concert, que reúne temas de Rock de grupos e cantores como Elvis Presley, Queen, AC/DC e Legião Urbana e ainda grupos e cantores da música Pop, tais como Michael Jackson, Coldplay Adele, Amy Winehouse e A-Há. A Banda Sinfônica da UFC conta com cerca de 40 integrantes e tem como maestro o professor Leandro Libardi Serafim que afirma “neste semestre escolhemos contar um pouco da história do rock e do pop, a estreia foi um sucesso, ocorreu no dia 13 de outubro, no Corredor Cultural, evento promovido em parceria com a UFC, na ocasião pudemos presenciar a empolgação do público que cantou boa parte das obras apresentadas”.

18h30
[Circo] “Diabéisso?” – 2ª temporada da Mostra de Conclusão da 5ª Turma da Academia do Riso
Local:
Teatro Morro do Ouro
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 90 minutos
Em sua quinta edição de formação de gente livre, besta e honesta, a Academia do Riso traz uma diversidade de números da mais alta inutilidade, mas rica da mais alta humanidade. Diabéisso? é uma mostra palhaços e palhaças que se desvelaram durante o processo do curso e que agora têm a grande oportunidade de compartilhar o melhor e o pior de si com seu público.
Dia 10.11 – Domingo
Visita Guiada – 14h | 15h | 16h

18h30
[Música] Recital da Escola de Canto Maninha Motta
Local:
Palco Principal
Entrada: gratuito, mediante entrega de 1kg de alimento
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 120 minutos
Recital com os alunos da Escola de Canto Maninha Motta. No repertório: Música Popular e Erudita, de Mozart a Gonzaguinha.

Dia 12.11 – Terça-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17

8h
[Teatro] Cortejo de abertura do X Festival de Teatro Popular de Fortaleza
Local:
Jardim
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: indefinido
O Festival Popular de Teatro de Fortaleza propõe-se a popularizar a arte de encenar levando apresentações para praças públicas, terminais rodoviários e escolas públicas. O Festival também oportuniza através do teatro; palestras, oficinas e debates entre os grupos e os espectadores, e com isso viabiliza aos grupos de teatro da periferia o fortalecimento de sua produção artística através desse intercâmbio.

Dia 13.11 – Quarta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17

16h
[Teatro] XIII Festival de Teatro de Fortaleza (FTF) – Mostra Interbairros: Espetáculo “Porta”, Grupo Nanbiquara de Teatro.
Local:
Teatro Morro do Ouro
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: 15 anos
Duração: 25min
O XIII Festival de Teatro de Fortaleza (FTF) é uma realização da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

17h30
[Teatro] Arte de Rua – Espetáculo “O Bode quer”, de Evan Teixeira (Chamada de Ocupação 2019)
Local:
Calçada
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 minutos
O Bode Quer visa reviver situações na qual Bode Ioiô protagonizou no começo do século XX em Fortaleza, Ceará. Impulsionado pelo universo dessa figura emblemática, Evan Teixeira propõe o presente espetáculo-intervenção, que encontra nas dimensões da cultura popular, da memória e da rua, sua principal base.

19h
[Dança] Espetáculo “A Pequena Sereia – O Musical”, da Escola de Ballet Nocturno – EBN
Local:
Palco Principal
Entrada: R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia)
Classificação Indicativa: livre
Duração: 2h30
Ariel é uma sereia princesa de dezesseis anos de idade insatisfeita com a vida no fundo do mar e curiosa sobre o mundo na terra. Ela se apaixona por um príncipe humano e faz um acordo com a bruxa do mar para transformar-se em humana. Ariel perde a sua bela voz como parte do pagamento do acordo é só terá três dias para conquistar o amor do príncipe, caso contrário pertencerá a Úrsula para sempre como serviçal no mar.

Dia 14.11 – Quinta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17

16h
[Teatro] XIII Festival de Teatro de Fortaleza (FTF) – Mostra Interbairros: Espetáculo “Hey, Jude!” (pocket Show), do Grupo Tria de Teatro.
Local:
Teatro Morro do Ouro
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: 14 anos.
Duração: 1h40
Hey, Jude! é uma peça musical baseada no filme “Across the Universe” (2007), que tem sua história contada por meio da obra musical do grupo mais bem sucedido da história da música popular: os Beatles. A peça, que se passa nos anos 60, é permeada por questões políticas e amorosas, apresentando o romance de duas garotas, Jude e Lucy, no meio de protestos e fatalidades causados pela Guerra do Vietnã. O XIII Festival de Teatro de Fortaleza (FTF) é uma realização da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).


18h
[Pensamento] Eventos do Pensamento: Projeto “NEGRA EM RASTROS: conversAções entre danças e processos” – Conversa Performance com Tieta Macau (Chamada de Ocupação 2019) 
Local: Sala de Dança
Entrada: Gratuita, 30 lugares. Por ordem de chegada.
Classificação Indicativa: Livre
Uma das ações que compõe a pesquisa Ancés, investigação em pulso que se apresenta como alternativa possível de procedimentos de criação numa perspectiva afro orientada, a partir de um corpo em diáspora que inventa relações entre ancestralidade, corpo e contemporaneidade.Uma conversa/prática sobre rastros, uma conversa em processo. Um encontro sobre processos e criações afro-orientadas.

19h
[Dança] Espetáculo “A Pequena Sereia – O Musical”, da Escola de Ballet Nocturno – EBN
Local:
Palco Principal
Entrada: R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia)
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 2h30
Ariel é uma sereia princesa de dezesseis anos de idade insatisfeita com a vida no fundo do mar e curiosa sobre o mundo na terra. Ela se apaixona por um príncipe humano e faz um acordo com a bruxa do mar para transformar-se em humana. Ariel perde a sua bela voz como parte do pagamento do acordo é só terá três dias para conquistar o amor do príncipe, caso contrário pertencerá a Úrsula para sempre como serviçal no mar.

Dia 15.11 – Sexta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17

17h
[Circo] VI Festival Internacional de Circo do Ceará – Espetáculo “Palhaço Pimenta e família”, do Circo O Pimenta (CE)
Local:
Pátio Nobre
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 40 min
As rotinas do mestre Pimenta (José de Abreu Brasil, Mestre da Cultura do Estado do Ceará) apresentam a mais genuína sabedoria de fazer rir. Neste espetáculo, junto ao mestre de cena Jorge e a atriz Taís Saraiva, apresenta gangues mambembes de circo, criadas pelo próprio Pimenta.

Foto: Weslei Soares

Espetáculo “Reprise”, LaMínima Circo e Teatro (SP).Foto: Weslei Soares

18h
[Circo] VI Festival Internacional de Circo do Ceará – Espetáculo “Reprise”, LaMínima Circo e Teatro (SP)
Local:
Palco Principal
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 50 min
Ao chegarem no local de sua apresentação, dois palhaços descobrem que foram contratados para o mesmo local, no mesmo horário, pela mesma pessoa. Depois de infrutíferas tentativas de provar um ao outro sua prioridade no picadeiro, decidem realizar este trabalho juntos. No decorrer do show, percebem que juntos seus talentos se multiplicam e também é uma boa oportunidade de renovar o repertório. Sobre o grupo: O LA MÍNIMA foi criado em 1997, por Domingos Montagner e Fernando Sampaio. A partir daí, o circo e a arte do palhaço de picadeiro, viriam conduzir definitivamente o trabalho da dupla. Em 20 anos de jornada, trabalharam com importantes diretores, mestres da arte do palhaço e do humor. Em 2008, ambos foram contemplados com PRÊMIO SHELL DE TEATRO SP de MELHOR ATOR por “A NOITE DO PALHAÇOS MUDOS”, fato inédito na história do prêmio. Atualmente, o LaMínima tem em seu elenco Fernando Sampaio, Fernando Paz e Filipe Bregantim.

Dia 16.11 – Sábado

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h | 17

17h
[Música] Recital “Canções a Dois” – NEOU e Turmas de Teclado Coletivo – Projeto Sinfonia Brasileira da UFC
Local:
Foyer
Entrada: Gratuita
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 90 minutos
O recital “Canções a Dois” é uma iniciativa de juntar no palco, os alunos frequentantes do Núcleo de Experimentações Operísticas da UFC, orientados pela professora Maria Juliana Linhares aos alunos das disciplinas de teclado da licenciatura em música desta mesma instituição, orientados pelo professor Vitor Duarte. A ideia é trabalhar a sintonia e a construção artística em conjunto, através do estudo de canções, aproximando a cooperação pianística dos alunos de teclado ao desenvolvimento performático dos alunos de canto lírico. Será uma tarde bonita para apreciação de duos carinhosamente preparados pelos dois grupos.


Show “Matutando”, de Matu Miranda (CE), Foto: Taina Cavalcante

19h30
[Música] Show “Matutando”, de Matu Miranda (CE)
Local:
Palco Principal
Entrada: Gratuito, lugares limitados
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 50 minutos
Matu Miranda é um jovem cantor, violonista e compositor que vem lapidando e apresentando ao público o seu primeiro trabalho autoral, chamado MATUTANDO. Aos 25 anos de idade sua personalidade musical é marcante, possui originalidade e propõe novos caminhos harmônicos e melódicos em suas canções.

Dia 17.11 – Domingo

Theatro de Portas Abertas – Programação Gratuita

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h

10h
[Patrimônio] Visita Guiada Acessível, com intérprete de libras – Parceria com a Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para os Idosos e as Pessoas com Deficiências do Governo do Estado do Ceará / Central de Intérprete de Libras – CIL.
Local:
Diversos Espaços
Entrada: Gratuita
Classificação indicativa: Livre
Duração: 60 minutos
A programação contará com uma visita guiada pelas dependências do teatro. Todo o processo será a acompanhado por uma equipe capacitada para dar suporte aos deficientes auditivos.

16h
[Teatro] XIII Festival de Teatro de Fortaleza (FTF) – Mostra Interbairros: Performance “Movimento das coisas em desuso”, Coletivo Abarrua.
Local:
Calçada
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 45 min
Performance “Movimento das coisas em desuso”, do Coletivo Abarrua. Uma lona estendida no chão comporta uma porção de objetos. Juntos sinalizam uma estranha organização que mais poderia ser chamada de caos. Caos da vida, caos de todos os dias. Será que seus donos têm em suas memórias as histórias daqueles objetos ou será que depois de tanto acumular, deixaram partes se perder no caminho?

17h
[Música] Sala de Concerto Especial: “O Ceará e seus ConsCertos”, do Ceará Brass Quinteto (Chamada de Ocupação 2019)
Local:
Foyer
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 minutos
O projeto “O Ceará e seus ConsCertos”, trata-se de uma homenagem aos compositores cearenses que marcaram e os que marcarão a história da música expressando seus poemas musicais através da música de concerto. O repertório será executado pelo grupo de Câmara Ceará Brass Quinteto, que atenderá a demanda destacando obras de compositores cearenses.

18h
[Música] Hora do Angelus com Ceará Brass Quinteto
Local:
Saguão
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 10min

18h15
[Circo] VI Festival Internacional de Circo do Ceará – Espetáculo “Mala sem Alça Palhaço sem Calça”, da Cia de Palhaço Orgânico (BA)
Local:
Calçada
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 minutos
Primeiro espetáculo solo de Alê Casali (ator, diretor, dramaturgo, produtor e professor de palhaçaria de artes cênicas), “Mala sem alça, Palhaço sem calça” tem roteiro clássico de arte de rua, no estilo do que se faz nos festivais da Europa e América do Sul. A interação com o público e as situações colhidas através da improvisação que acontecem quando se está no meio da rua passam a sensação de que cada ação do palhaço é um espetáculo novo e único.

19h30
[Teatro] Theatro De Portas Abertas – Espetáculo”Os Miseráveis: o óleo da máquina”, do Grupo Formosura de Teatro (Chamada de Ocupação 2019)
Local:
Palco Principal
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 70 minutos
Inspirada na obra de Victor Hugo: Os Miseráveis, montagem traz o inferno das desigualdades sociais através de personagens dramáticas, profundas e intensas. No palco, três atores e três músicos constroem a metáfora cênica para mostrar o inferno das desigualdades sociais com bonecos geminados (técnica de manipulação onde a interação ator/personagem/boneco acontece de forma singular). O espetáculo foi construído a partir do projeto aprovado junto ao Laboratório de Pesquisa Teatral do Porto Iracema das Artes. Todo a pesquisa foi feita sob a tutoria de Duda Paiva, bailarino e bonequeiro brasileiro radicado na Holanda.

Dia 20.11 – Quarta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17

17h30
[Teatro] Arte de Rua: Espetáculo “O Bode quer”, de Evan Teixeira (Chamada de Ocupação 2019)
Local:
Calçada
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 minutos
O Bode Quer visa reviver situações na qual Bode Ioiô protagonizou no começo do século XX em Fortaleza, Ceará. Impulsionado pelo universo dessa figura emblemática, Evan Teixeira propõe o presente espetáculo-intervenção, que encontra nas dimensões da cultura popular, da memória e da rua, sua principal base.

Dia 21.11 – Quinta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17

19h30
[Música] Espetáculo “Terra mãe” do CAIS – Coral dos Amigos da Izaíra Silvino
Local:
Foyer
Entrada: R$ 20,00 (inteira) e 10,00 (meia)
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 minutos
De denúncia e esperanças. pura beleza. Pingo de Fortaleza e Henrique Beltrão (natureza do amor), cançoneta cantada desde dois séculos atrás (a árvore da montanha), Didi Moraes (apocalipse), um coletivo de compositores da mpb (chega de mágoas), Pixinguinha (rosa), Paul Garfunkel traduzido por Rubinho do Vale (filhote do filhotes) estarão anunciando a força da ação humana, em direção ao abraço com a natureza do planeta, em busca de vida em abundância. Arranjos, em sua maioria, de Davi Silvino, com textos de Edna Paim, Rosa Firmo, com interpretação de Nonato Albuquerque e Inês Frasen. Léo pessoa tem participação especial. Direção e regência de Izaíra Silvino.

20h30
[Teatro] Espetáculo “Ópera do Malandro – Um Musical de Chico Buarque”, The Biz – Performing Arts
Local:
Palco Principal
Entrada: R$ 60,00 (inteira) 30,00 (meia)
Classificação Indicativa: 14 anos
Duração: 120 minutos
O espetáculo se passa na década de 1940, tendo como pano de fundo a legalidade do jogo, a prostituição e o contrabando. Mostra um contexto bem parecido com nosso terceiro milênio, em que temos o jogo do bicho ,as prostitutas do calçadão de Copacabana, o contrabando de produtos nas ruas. Todas as músicas são da autoria de Chico Buarque que, por sua genialidade, consegue harmonizá-las com o texto. Canções como Teresinha, O Meu Amor, O Malandro, Roda Viva, Pedaço de Mim dão um toque especial à dramaturgia.Com mais de quarenta artistas em cena, o espetáculo encanta pelo deslumbrante visual, belíssimas músicas e uma história de tirar o fôlego. Direção de André Gress e idealizado pela The Biz – Performing Arts em curtíssima temporada.

Dia 22.11 – Sexta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17

19h
[Teatro] Estreia espetáculo “Salada Geral”, de Airton Ferreira Lima
Local:
T. Morro do Ouro
Entrada: R$ 10,00 (inteira) 5,00 (meia)
Classificação Indicativa: 10 anos
Duração: 40 minutos
Abordando temas e assuntos do cotidiano com conotação para a ARTE e CULTURA… para o público deleitar-se de momentos de puro lazer e sair meditando sobre a peça. Cenas com conotação, denotação “artísticas” do folclore passando pelo humor… dramaturgia etc.

20h
[Teatro] Espetáculo “Madagascar – Uma Aventura Musical”, The Biz – Performing Arts
Local:
Palco Principal
Entrada: R$ 80,00 (inteira) 40,00 (meia)
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 85 minutos
Baseado na animação da DreamWorks, Madagascar – Uma Aventura Musical conta a história de grandes amigos que fogem de casa, o zoológico do Central Park de Nova York, e acabam em uma jornada inesperada no mundo de Madagascar do Rei Julien. Repleto de personagens encantadores, aventuras inesquecíveis e música dançante, este espetáculo vai fazer você se remexer muito! Com mais de cinquenta artistas em cena o espetáculo encanta pelo deslumbrante visual, belíssimas músicas e muita energia. O musical da Dreamworks tem direção de André Gress.

Dia 23.11 – Sábado

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h | 17

15h
[Literatura] “Notas de Escurecimento” – Palestra sobre a literatura e escrita negra, com Plinio Camillo (SP). Programação especial em alusão ao mês da consciência negra.
Local:
Foyer
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 90 min
A palestra tem como objetivo discutir de forma dinâmica e participativa os conceitos de Literatura Negra Brasileira e as origens da desta literatura, suas marcações, limitações, função social e literária atual. Também pretende auxiliar a construção, através do contato com a escrita negra, de outra imagem de si e da comunidade NegrX Brasileira, distinta daquelas verificadas em outros espaços de produção de produção literária. Plínio Camillo é ator, roteirista diretor e educador social e reside em São Paulo desde 1984.

17h
[Teatro] Espetáculo “Máscaras”, do grupo Resistência Jovem. Inspirado na Obra de Elmo Ferrer
Local:
Teatro Morro do Ouro
Entrada: gratuito
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 60 minutos
Cinco Adolescentes ficam presos no depósito da escola. Durante este tempo desabafam seus segredos, aprendem a confiar no outro, vencem duas inseguranças e tiram suas máscaras.

17h
[Teatro] Espetáculo “Madagascar – Uma Aventura Musical”, The Biz – Performing Arts
Local:
Palco Principal
Entrada: R$80,00 (inteira) e R$40,00 (meia)
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 85 minutos
Baseado na animação da DreamWorks, Madagascar – Uma Aventura Musical conta a história de grandes amigos que fogem de casa, o zoológico do Central Park de Nova York, e acabam em uma jornada inesperada no mundo de Madagascar do Rei Julien. Repleto de personagens encantadores, aventuras inesquecíveis e música dançante, este espetáculo vai fazer você se remexer muito! Com mais de cinquenta artistas em cena o espetáculo encanta pelo deslumbrante visual, belíssimas músicas e muita energia. Direção de André Gress.

20h30
[Teatro] Espetáculo “Ópera do Malandro – Um Musical de Chico Buarque”, The Biz – Performing Arts
Local:
Palco Principal
Entrada: R$ 60,00 (inteira) e 30,00 (meia)
Classificação Indicativa: 14 anos
Duração: 120 minutos
O espetáculo se passa na década de 1940, tendo como pano de fundo a legalidade do jogo, a prostituição e o contrabando. Mostra um contexto bem parecido com nosso terceiro milênio, em que temos o jogo do bicho ,as prostitutas do calçadão de Copacabana, o contrabando de produtos nas ruas. Todas as músicas são da autoria de Chico Buarque que, por sua genialidade, consegue harmonizá-las com o texto. Canções como Teresinha, O Meu Amor, O Malandro, Roda Viva, Pedaço de Mim dão um toque especial à dramaturgia.Com mais de quarenta artistas em cena, o espetáculo encanta pelo deslumbrante visual, belíssimas músicas e uma história de tirar o fôlego. Direção de André Gress e idealizado pela The Biz – Performing Arts em curtíssima temporada.

Dia 24.11 – Domingo

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h

17h
[Música] Sala de concerto: Recital de Violinos e Violas da UFC – Projeto Sinfonia Brasileira
Local:
Foyer
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 120 minutos

17h
[Teatro] Espetáculo “Madagascar – Uma Aventura Musical”, The Biz – Performing Arts
Local:
Palco Principal
Entrada: R$80,00 (inteira) e R$40,00 (meia)
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 85 minutos
Baseado na animação da DreamWorks, Madagascar – Uma Aventura Musical conta a história de grandes amigos que fogem de casa, o zoológico do Central Park de Nova York, e acabam em uma jornada inesperada no mundo de Madagascar do Rei Julien. Repleto de personagens encantadores, aventuras inesquecíveis e música dançante, este espetáculo vai fazer você se remexer muito! Com mais de cinquenta artistas em cena o espetáculo encanta pelo deslumbrante visual, belíssimas músicas e muita energia. Direção de André Gress.

17h30
[Teatro] Espetáculo “Dona menina”, do K’Os Coletivo
Local:
Sala de Teatro
Entrada: R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia)
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 minutos
A vida de D. Menina é cuidar das suas plantas e animais. Seu maior pesadelo é saber que pode perdê-los! O espetáculo é uma representação do palhaço Pipiu que transforma a realidade em sonho mostrando a vida de D. Menina. Para bebês a partir de 6 meses. O elenco é composto por Aldrey Rocha e Aline Campelo.

20h30
[Teatro] Espetáculo “Ópera do Malandro – Um Musical de Chico Buarque”, The Biz – Performing Arts
Local:
Palco Principal
Entrada: R$ 60,00 (inteira) e 30,00 (meia)
Classificação Indicativa: 14 anos
Duração: 120 minutos
O espetáculo se passa na década de 1940, tendo como pano de fundo a legalidade do jogo, a prostituição e o contrabando. Mostra um contexto bem parecido com nosso terceiro milênio, em que temos o jogo do bicho ,as prostitutas do calçadão de Copacabana, o contrabando de produtos nas ruas. Todas as músicas são da autoria de Chico Buarque que, por sua genialidade, consegue harmonizá-las com o texto. Canções como Teresinha, O Meu Amor, O Malandro, Roda Viva, Pedaço de Mim dão um toque especial à dramaturgia.Com mais de quarenta artistas em cena, o espetáculo encanta pelo deslumbrante visual, belíssimas músicas e uma história de tirar o fôlego. Direção de André Gress e idealizado pela The Biz – Performing Arts em curtíssima temporada.

Dia 25.11 – Segunda-Feira

19h
[Dança] Espetáculo “8 Pontos” e “Fortaleza em Monoblocos”, Espetáculos dos alunos do Curso de Formação Básica em Dança da Escola Pública de Dança da Vila das Artes
Local:
Palco Principal
Entrada: gratuita mediante doação de 1kg de alimento
Classificação Indicativa: livre
Duração: 40 minutos / 30 minutos
“8 Pontos”: Como nos movemos? Como o espaço é desenhado a partir dos corpos em movimento? 8 Pontos indica de modo direto os números de vértices do cubo e suas possibilidades, entretanto, mais do que uma dança formalista, direcionamos nossas questões para o espaço/corpo/música em relações nas quais o corpo cria a dinâmica do espaço e a geometria espacial mobiliza o movimento corporal. As reflexões labanianas, sua contaminação com o trabalho de Wassily Kandinsky e a relação com a trilha sonora original nos serviram de norte para um diálogo com arte não figurativa do início do século XX. “Fortaleza em Monoblocos”: O trabalho “Fortaleza em Mono-blocos” faz parte da pesquisa de dança/corpo/cidade do coreógrafo Vanilton Lakka. A obra, originalmente pensada para espaços públicos, agora toma o lugar do palco pela primeira vez. Ela se organiza a partir da lógica dos jogos onde as regras estabelecidas pressionam os corpos a tomarem decisões estratégicas a partir de princípios técnicos como rolamentos, quedas, saltos e suspensões. Dinâmica e vigorosa, essa obra materializa, ainda mais, para a Escola Pública de Dança, o diálogo com as questões urbanas contemporâneas em nosso currículo pedagógico e em nosso repertório coreográfico.

Dia 26.11 – Terça-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17

19h
[Dança] Espetáculo “8 Pontos” e “Fortaleza em Monoblocos”, Espetáculos dos alunos do Curso de Formação Básica em Dança da Escola Pública de Dança da Vila das Artes
Local:
Palco Principal
Entrada: gratuita mediante doação de 1kg de alimento
Classificação Indicativa: livre
Duração: 40 minutos / 30 minutos
“8 Pontos”: Como nos movemos? Como o espaço é desenhado a partir dos corpos em movimento? 8 Pontos indica de modo direto os números de vértices do cubo e suas possibilidades, entretanto, mais do que uma dança formalista, direcionamos nossas questões para o espaço/corpo/música em relações nas quais o corpo cria a dinâmica do espaço e a geometria espacial mobiliza o movimento corporal. As reflexões labanianas, sua contaminação com o trabalho de Wassily Kandinsky e a relação com a trilha sonora original nos serviram de norte para um diálogo com arte não figurativa do início do século XX. “Fortaleza em Monoblocos”: O trabalho “Fortaleza em Mono-blocos” faz parte da pesquisa de dança/corpo/cidade do coreógrafo Vanilton Lakka. A obra, originalmente pensada para espaços públicos, agora toma o lugar do palco pela primeira vez. Ela se organiza a partir da lógica dos jogos onde as regras estabelecidas pressionam os corpos a tomarem decisões estratégicas a partir de princípios técnicos como rolamentos, quedas, saltos e suspensões. Dinâmica e vigorosa, essa obra materializa, ainda mais, para a Escola Pública de Dança, o diálogo com as questões urbanas contemporâneas em nosso currículo pedagógico e em nosso repertório coreográfico.

Dia 27.11 – Quarta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17

17h30
[Teatro] Arte de Rua: Espetáculo “O Bode quer”, de Evan Teixeira (Chamada de Ocupação 2019)
Local:
Calçada
Entrada: Gratuito
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 minutos
O Bode Quer visa reviver situações na qual Bode Ioiô protagonizou no começo do século XX em Fortaleza, Ceará. Impulsionado pelo universo dessa figura emblemática, Evan Teixeira propõe o presente espetáculo-intervenção, que encontra nas dimensões da cultura popular, da memória e da rua, sua principal base.

19h
[Dança] Espetáculos “O Quebra Nozes” e “O lago do Cisne” Ballet Lucymeire Aires
Local:
Palco Principal
Entrada: R$ 40,00 (inteira) e 20,00 (meia)
Classificação Indicativa: livre
Duração: 120 minutos
“O Quebra Nozes”: Clara, uma jovem esperta e independente, perde a única chave mágica capaz de abrir um presente de valor incalculável dado por seu padrinho. Ela decide então iniciar uma jornada de resgate que a leva pelo Reino dos Doces, o Reino das Neves, o Reino das Flores e o sinistro Quarto Reino. “O lago do Cisne”: Encenada em quatro atos, a peça conta a história da princesa Odette, uma jovem aprisionada no corpo de um cisne pelo feiticeiro Von Rothbart. Vivendo no entorno de um lago formado pelas lágrimas de sua mãe, durante o dia, Odette se mantém em condição animal, se revelando humana somente por algumas horas da noite. Para se libertar dessa condição, ela precisa que um jovem admirador virgem lhe declare amor e fidelidade. E, caso seja traída, Odette permanecerá para sempre como cisne.

Dia 28.11 – Quinta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17

16h
[Artes Visuais] Abertura da Exposição em Comemoração aos 20 Anos da Trupe do Riso
Local:
Galeria Ramos Cotoco
Entrada: gratuita
Classificação Indicativa: livre
Duração: 120 minutos
Exposição comemorativa dos 20 anos da Companhia De Teatro Trupe Do Riso com fotos em banners e uma Roda de Conversa com os artistas que já fizeram a Trupe do Riso brilhar e alegrar hospitais. Na exposição será retratado o trabalho realizado junto aos hospitais ao longo desses anos.

19h
[Dança] Espetáculos “O Quebra Nozes” e “O lago do Cisne”, Ballet Lucymeire Aires
Local:
Palco Principal
Entrada: R$ 40,00 (inteira) e 20,00 (meia)
Classificação Indicativa: livre
Duração: 120 minutos
“O Quebra Nozes”: Clara, uma jovem esperta e independente, perde a única chave mágica capaz de abrir um presente de valor incalculável dado por seu padrinho. Ela decide então iniciar uma jornada de resgate que a leva pelo Reino dos Doces, o Reino das Neves, o Reino das Flores e o sinistro Quarto Reino. “O lago do Cisne”: Encenada em quatro atos, a peça conta a história da princesa Odette, uma jovem aprisionada no corpo de um cisne pelo feiticeiro Von Rothbart. Vivendo no entorno de um lago formado pelas lágrimas de sua mãe, durante o dia, Odette se mantém em condição animal, se revelando humana somente por algumas horas da noite. Para se libertar dessa condição, ela precisa que um jovem admirador virgem lhe declare amor e fidelidade. E, caso seja traída, Odette permanecerá para sempre como cisne.

Dia 29.11 – Sexta-Feira

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17

19h
[Música] Pauta Aberta Morro do Ouro – “Show Quintal de mim”, de Emiliana Paiva (Chamada de Ocupação 2019)
Local:
T. Morro do Ouro
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e 5,00 (meia)
Classificação Indicativa: livre
Duração: 80 minutos
“Quintal de Mim” traduz as verdades que me compõem como cantora, compositora, artista e pessoa. O show traz músicas autorais e de outros compositores, apresentando histórias que falam de mim, de você, da minha e da sua realidade, visando a apresentação e a valorização do nosso trabalho, como artistas cearenses levando o público para um cenário musical com atmosfera cheia de graça.

19h30
[Dança] Espetáculo “O Jardim Animado”, Estúdio Terpsícore de Dança
Local: Palco Principal
Entrada:
R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia)
Classificação Indicativa: livre
Duração: 60 minutos
O Jardim Animado é parte integrante do ballet “O Corsário”, coreografado originalmente por Joseph Mazilier e posteriormente readaptado por Marius Petipa. Na versão de Mazilier, tratava-se do grand pas do ballet, denominado “Pas des Fleurs”. Petipa ampliou a cena e adaptou-a ao corpo de baile, com várias coreografias e duas variações (para Medora e Gulnare).

Dia 30.11 – Sábado

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h | 17

18h
[Música] “Uma cantata de Natal”, Recital da Escola de Canto Maninha Motta
Local:
Foyer
Entrada: 1 kg de alimento
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 120 minutos

18h
[Dança] Espetáculo “Corsário” e “The Fairy Doll”, Ballet Hugo Bianchi
Local:
Palco Principal
Entrada:
R$40,00 (inteira) e R$20,00 (meia)
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 120 minutos
“Corsário”: O ballet é contado em 3 atos, com prólogo e epílogo, e começa em alto mar, onde o navio de Conrado, líder dos corsários, enfrenta uma tempestade. Apesar dos esforços de sua tripulação, o navio acaba encalhando na costa de uma ilha grega. Conrado e seus homens, Birbanto e o escravo Ali, são encontrados na praia por um grupo de jovens, lideradas por Medora e sua melhor amiga Gulnara. Eles contam sobre suas aventuras e como foram parar naquele lugar, e durante o relato, Medora e Conrado imediatamente se apaixonam e entram em uma aventura.“The Fairy Doll”

Dia 01.12 – Domingo

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h | 17

17h30
[Teatro] Espetáculo “Dona menina”, do K’Os Coletivo
Local:
Sala de Teatro
Entrada: R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia)
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 minutos
A vida de D. Menina é cuidar das suas plantas e animais. Seu maior pesadelo é saber que pode perdê-los! O espetáculo é uma representação do palhaço Pipiu que transforma a realidade em sonho mostrando a vida de D. Menina. Para bebês a partir de 6 meses. O elenco é composto por Aldrey Rocha e Aline Campelo.

18h
[Dança] Espetáculo “Corsário” e “The Fairy Doll” Ballet Hugo Bianchi
Local:
Palco Principal
Entrada: R$40,00 (inteira) e R$20,00 (meia)
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 120 minutos
“Corsário”: O ballet é contado em 3 atos, com prólogo e epílogo, e começa em alto mar, onde o navio de Conrado, líder dos corsários, enfrenta uma tempestade. Apesar dos esforços de sua tripulação, o navio acaba encalhando na costa de uma ilha grega. Conrado e seus homens, Birbanto e o escravo Ali, são encontrados na praia por um grupo de jovens, lideradas por Medora e sua melhor amiga Gulnara. Eles contam sobre suas aventuras e como foram parar naquele lugar, e durante o relato, Medora e Conrado imediatamente se apaixonam e entram em uma aventura.“The Fairy Doll”