O que faz você acordar diariamente? Anália Timbó, diretora da Associação Vidança, acorda para contar histórias por meio da dança. A bailarina dedica a vida em mudar realidades de crianças, adolescentes, jovens e adultos do Bairro Vila Velha, e com passos leves, construiu uma trajetória firme e inspiradora que caminha junto com a história da dança no Ceará.

É essa trajetória que 60 bailarinos em cena narram no espetáculo “Histórias de Acordar o Amanhã” um trabalho coletivo que conta com a dedicação de alunos de diversas linguagens artísticas, como é o caso do grupo de percussão da Vidança que também participa da trilha sonora. Já o figurino e cenário, foram confeccionados pelas mãos zelosas da turma de Corte e Costura e Arte Viso-Manuais, um trabalho manual que também é parte do processo criativo do “Histórias” pois os panôs bordados, que compõem o segundo cenário do espetáculo, foram construídos em cima dos desenhos dos alunos, uma representatividade de suas realidades. 

Em “Histórias de Acordar o Amanhã” a vida é contada de forma lúdica, como trechos de sonhos que se misturam às existências humanas.

A criação dos movimentos foi um processo criativo e repleto de experimentos, eles apareceram para Anália Timbó, que assina a direção, com um retorno às suas memórias, um reencontro com décadas atrás quando a Vidança nasceu e um encontro com as histórias dos alunos, como contos do Vila Velha que coletivamente se associam e se entrelaçam no palco.

“Histórias de Acordar o Amanhã” é mágico, e deixa margem para várias interpretações dependendo da perspectiva própria de cada espectador e várias também são as linguagens de danças presentes na composição, há elementos de clássico e contemporâneo, o gingado da capoeira, a força das danças dramáticas e o hip hop, tudo orquestrado em simbiose por Anália.

A realização do espetáculo “Histórias de Acordar o Amanhã” é possível pelo apoio do Governo do Estado do Ceará por intermédio da Secretaria de Cultura, através do Edital Escolas da Cultura e XI Edital Mecenas do Ceará; CEGÁS e Banco do Nordeste, por meio dos Recursos do Fundo Estadual Para Criança e Adolescente, Conselho Estadual dos Direitos Da Criança e do Adolescente (CEDCA), repassados pela Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS)  e parcerias com a Casa Brazil, Bolha D’água e Programa Mais Nutrição. Agradecimento à Enel Distribuição Ceará. 

Sobre a Vidança:

Em uma casinha cheia de cor, dança e música, no bairro Vila Velha, está localizada a Vidança. A Associação, Companhia e Escola, atende diariamente cerca de 200 pessoas, entre crianças, adolescentes, jovens e adultos em situações de risco social e tem a missão de trabalhar ações formativas em arte com o intuito de mudar perspectivas de futuro. Há quase 4 décadas, a Bailarina e Coreógrafa Anália Timbó se dedica em manter a Vidança viva e pulsante e coleciona prêmios e histórias de superação com a soma de muitos desafios.

Serviço:

Histórias de Acordar o Amanhã 

Dia 20 de dezembro, sexta.

Ás 19:30h

Theatro José de Alencar

Entrada livre